Autor Tópico: Agnès Lemaître - barda humana de Dementlieu  (Lida 928 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Agnès Lemaître - barda humana de Dementlieu
« Online: Março 24, 2012, 03:04:21 am »

imaginem-na com o cabelo cor de trigo. Eis Agnès sem chapéu e sem algumas peças de armadura.

Nome: Agnès Lemaître
Raça: humana
Classe: barda
Altura: 1,69 metros Peso:49 kilos
Idade: 21
Cabelos: cor trigo
Pele:  branca
Olhos: verdes
Personalidade: Esperançosa, misteriosa, festiva, perserverante, cautelosa
Hobbies: tocar música, fofocar (embora tenha cuidado com fofocas negativas devido a fatos passados).
 Vícios: nenhum em específico ou alarmante
Religião: Hala
Línguas: Mordentish, Balok e Halfling

Em Port-a-Lucine vivia uma jovem meretriz chamada Gina, que se tornou uma das amantes sustentadas por um nobre, Jérome Galtan. Com isso estabeleceu-se em um palácio, passando a ter uma vida de luxo, embora permeada por intrigas constantes. Teve ao todo  3 lindas filhas, Jeanne, Agnès e Fanny, além de um quarto filho homem, Remy. Mesmo assim era duro a uma ex-meretriz e suas filhas conseguirem o reconhecimento dde Jerome, pois nem o sobrenome Galtan adquiriram, sendo filhos bastardos, embora em condições melhores que a de muitos outros bastardos pelo reino.

Entretanto os anos se passam e suspeitas e fofocas começam a circular sobre a família de bastardos Lemaître. Especialmente de que se tratam de bruxos que encantaram Jérome, pois este passava mais tempo com Gina do que com sua verdadeira esposa. Sem contar que nas proximidades de suas filhas, especialmente Jeanne e Agnès, ocorriam pequenos fenômenos paranormais, como sons misteriosos ou pequenas orbes de luz. As fofocas viraram criticas veladas a Jérome e aumentaram suas proporções, pondo risco sério a sua reputação. Até que há 10 anos em um dia fatídico Jérome decidiu atacar madame Norè, a principal provocadora dos comentários em um momento de flagra das fofocas venenosas. Resultou em um ataque impensado com a pistola, mas o tiro não atingiu a baronesa, e um de seus guardas deu uma estocada no coração de Jérome, bem na frente da filha Jeanne. Com isso a família Lemaître foi imediatamente expulsa do castelo pela viúva Loulou, que creditou a Gina o uso de bruxaria pra manipular as emoções do marido morto. E assim as Lemaître precisaram percorrer o reino em busca de um novo lar, sendo caçadas como bruxas.

Tal evento traumatizou Jeanne, que aos 15 anos perdera seu pai e sentia a necessidade da vingança. Amaldiçoara Norè, de que ela a queimaria com o fogo do inferno quando tivesse a oportunidade, e assim a nobre passara a ficar doente, uma sombra decadente da jovem e bela cortesã que era, esperando a morte vir pelas doenças ou pelo fogo da futura bruxa. Já Agnès ficara muito triste com os eventos, mas não chegara a desenvolver o ódio que sua irmã possuía. Ainda conseguia ver o lado belo da vida através das viagens constantes que fazia com sua mãe e irmãs, e aumentando seu já inato talento musical. Fanny e Remy ainda eram muito novos na época para entender o que ocorria.

Os anos se passam, a família andou pelo norte de Dementlieu, se refugiando em comunidades halflings. Foi no meio do pequeno povo que Jeanne descobriu um tomo arcano antigo, ao qual ela lia obcessivamente todos os dias mesmo sem entender as runas e letras mágicas. Mas ela jurava que conseguiria decifrar um dia o livro. Agnès aprendera a língua halfling e muitas divertidas canções, tentando em vão obter o sorriso de sua irmã. Mais um tempo se passa e as Lemaître passam por Baróvia. Enfim longe de problemas com a lei. Mas é uma terra estrangeira e perigosa, e sua lingua nativa as denunciava como estrangeiras, e as deixavam em situações desvantajosas pelo desdém com que eram tratadas. Mas logo (em ao menos 1 ano e meio) Agnès aprendeu a língua nativa pelas ruas em seus pequenos shows musicais como pedinte, ao menos o bastante para sobreviver e se tornar porta-voz da família, pois jeanne se tornara mais reclusa, quase nunca saindo de casa e apenas lendo constantemente o tomo. Até tentaram tirar o tomo dela, mas ela reencontrava e se tornava agressiva.

Por fim, há três anos, com a revolta gundarakita, Gina e suas filhas saem de Barovia, na esperança de que já tenha melhorado a situação em Dementlieu. Por um tempo parecia realmente limpa a situação. Mas depois que Norè descobriu a presença das Lemaître em um povoado simples, mandou um grupo de soldados vasculhar a região em busca delas, quando enfim são encontradas e atacadas. Gina leva um tiro na perna e fica coxa permanentemente, mas Jeanne já havia enfim entendido o livro e pass a usar os poderes dele, invocando chamas infernais que consumiram os soldados, um a um. E assim a família novamente escapa, mas com a revoltada Jeanne fugindo de mais outros guardas para uma floresta próxima. Ao menos pouco depois do ataque dos soldados veio um nobre amigo de Jérome, Claude, trazer alguns bens que ele considera uma herança de seu falecido amigo para a família. Incluía entre esses bens roupas luxuosas, algumas joias, um pouco de dinheiro e um mosquete. Assim elas agradeceram ao homem e fugiram imediatamente do reino, indo até Richemulot, onde pensaram ser um reino mais pacífico, mas não sem antes passar por um período de tempo em Falknovia.

Mais tempos difíceis para a família e agora Agnès, com então 18 anos, precisava fornecer sustento a família. Caçava nas terras selvagens e precisava tomar cuidado para não ser pega pelos guardas. Fanny percorria as cidades e mesmo em tenra idade já sabia como pegar as algibeiras dos incautos pelas cidades. Mas após alguns meses por tal terra perigosa, enfim conseguem chegar a Richemulot, onde pensam que podem conseguir alguma vida tranqüila.

Por fim se estabelecem no vilarejo de Dordognè. Agnès consegue um público na única estalagem e taverna do vilarejo, a Raposa Oculta. Sua mãe passa enfim a viver numa casa comum, com seus bens guardados para que possam viver dignamente e Fanny passa a ter uma vida normal com outras garotas, sem precisar roubar delas, embora com seus dotes atléticos passe a brincar bastante com os rapazes do local e sabe vagamente como caçar com uma funda. Talvez a única preocupação das Lemaître seja com o pequeno Jèrome, de 11 anos, que se sente muito mais a vontade com garotas, bonecas e até tentou algumas vezes se vestir como tal, embora também considere-se responsável por proteger a família como o único homem.

Mas tal vida pacata logo teria sua reviravolta. Há cerca de um mês surgem boatos sobre uma temível bruxa com poderes flamejantes, responsável por algumas mortes já. A descrição bate com o que Agnès se lembra de Jeanne, e assim ela pensa em buscar por sua irmã desaparecida antes que ela cometa algum ato impensado ainda pior. Mas o que ela mais teme no momento é que ela seja vítima da nova inquisição, que anda pairando e preocupando todo o reino. Ela tem que agir logo, deixou agora toda a responsabilidade com a mãe inválida.


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

NPCs
Jean Apblanc: Um dos freqüentadores da taverna/estalagem Raposa Oculta. Um galante espadachim bem-nascido fascinado pela beleza de Agnès. Já houve um flerte passado entre os dois, mas nunca um relacionamento bem resolvido, especialmente pela preocupação de Agnès com sua irmã sumida. Ele é razoavelmente habilidoso com o florete e com palavras, mas um tanto intrometido e Agnès teme pô-lo em perigo.
Gimbo Pés-Frouxos: Um halfling de Dementlieu que vaga pelos reinos como mascate. Acolheu no passado a família Lemaître em sua comunidade. Recentemente se encontrou com Agnès, e assim tem se tornado um dos principais fornecedores de pólvora e munição pra jovem barda. Também é um ótimo cantor e sabe consertar alaúdes e armas de fogo. Ela espera ter mais dinheiro pra comprar alguma das mercadorias exóticas de Gimbo.
Fanny Lemaître: Esta jovem de 16 anos é uma garota aventureira e sapeca, geralmente habilidosa com as mãos e pés para escalar, furtar e fazer pequenos truques de mágica com as mãos e ótima atiradora com a funda. Ainda vive com a mãe Gina e tem algumas amigas pelo vilarejo.
Albinos: Há mais de um ano, durante os treinos de Agnès com suas habilidades mágicas inatas afloradas pela música, ela encontrou um gato albino muito ferido. Levou-o pra casa e cuidou dele. Assim o gato passou a viver com as Lemaître, mas desenvolveu na testa uma marca vermelha, e passou a ocasionalmente mandar mensagens telepáticas curtas a Agnès, revelando ter se tornado familiar dela. Ele é misterioso e muito caprichoso. Gosta bastante de caçar aves, de forma obsessiva. Seus olhos vermelhos parecem poços de sangue e algumas pessoas se assustam ao vê-los.
« Última modificação: Março 24, 2012, 01:47:26 pm por Youkai X »

Re:Agnès Lemaître - barda humana de Dementlieu
« Resposta #1 Online: Março 24, 2012, 01:33:34 pm »
Ficha

(click to show/hide)

Re:Agnès Lemaître - barda humana de Dementlieu
« Resposta #2 Online: Março 28, 2012, 10:55:07 pm »
Uso da ficha de Agnès


At-wills

O Cutting Words é um ataque contra Will (+4 de ataque e 1d8+4 de dano psíquico). basicamente é um tiro de espingarda a esmo, pois o importante são os canticos de provocação feitos pela barda, para atrair o oponente atraído pelo canto mágico que trespassa sua mente e diminui seu moral (representado pela perda de PVs). Pode ser usado sem o mosquete, na verdade. Ela manifesta uma tênue aura rosa a partir de si quando usa o ataque.Mecanicamente ele é puxado 2 quadrados.

Assim também funciona de forma parecida Vicious Mockery, outro ataque falso com o mosquete e que pode ser usado sem ele. É um ataque contra will (+4 de ataque e 1d6+4 de dano). Cânticos de provocação e chacotas são ouvidos pelo alvo dentro de sua mente, minando seu moral e fazendo com que sua raiva pelas provocações ataplhe seu desempenho em combate (representando o -2 nos ataques que recebe o alvo). Ela manifesta uma tênue aura rosa a partir de si.

E diferente desses, o Jinx Shot exige o uso do mosquete (+6 contra CA, 1d10+4 de dano).No primeiro ataque que o alvo falhar até o fim do próximo turno, ele cai no chão (knocked prone). basicamente ela carrega com azar e encantamentos o tiro para infundí-los no alvo com a bala (ou flechas ou virotes, caso precise usar arcos ou bestas). Ela novamente manifesta a aura rosa, mas é mais tênue que nos outros poderes, onde a transmissão da magia é direta pelo ar, e não infundida nos projéteis.

Majestic Word representa seus cantos de cura, onde sua aura positiva faz com que as pessoas sintam-se mais calmas, de moral mais elevado e capazes de até mesmo fechar/estancar alguns ferimentos em casos graves. Agnès manifesta uma aura rosa um pouco mais intensa nesse canto, emitindo algumas ondas junto dessa aura. O alvo curado recebe uma aura rosa fraca e seus olhos brilham em rosa por alguns segundos.

Words of Friendship dá por um turno +5 em testes de diplomacia como ação menor. Basicamente o tom de fala de Agnès fica ligeiramente mais cantado, transmitindo o encantamento na mente das pessoas pelo som e maneirismos e sons cujas freqüências uma pessoa normal não é capaz de captar.

Como poder de ataque, Prophesied Strike é como Jinx Shot, infundir um encantamento que distorce a sorte do alvo no projétil (+6 contra CA, 1d10+4 de dano). No caso a maldição imposta faz com que o oponente atingido tenha maior probabilidade de ser ferido por uma pessoa a escolha do dono do encantamento (efeito mecânico: Na próxima vez que você ou um aliado atacar antes do fim do próximo turno, o atacante rola duas vezes o d20 e usa um dos dois resultados). gera uma aura rosa mais intensa em Agnès, deixando-a com os olhos em um brilho completamente rosa.

E por fim Arrow of Warning. É um grande poder infundido no projétil a ponto de fazê-lo ter quase a potência de um canhão (+6 de ataque, 3d10 +4 de dano). Além disso, é um poder com tamanha potência que é na verdade executado muito rapidamente (imediacte interrupt, quando um oponente ataca um aliado). Então o aliado é magicamente infundido em uma pequena explosão rosada a ter um lampejo de ataque, podendo atacar o oponente com um de seus poderes at-will e com bônus (o aliado atingido pode usar um ataque at-will com +3 de bônus de ataque). A Aura rosada gerada é maior, mais explosiva, mas mais rápida, extinguindo-se em um instante.


Para visualizar melhor a aura eis um video abaixo. Basicamente a aura do Kurapika (o loiro das correntes)

« Última modificação: Março 29, 2012, 01:24:08 am por Youkai X »

Re:Agnès Lemaître - barda humana de Dementlieu
« Resposta #3 Online: Junho 22, 2012, 09:47:20 pm »
Ficha Nível 2


Agnès Lemaître, level 2
Human, Bard
Bardic Virtue: Virtue of Prescience
Human Power Selection: Bonus At-Will Power

FINAL ABILITY SCORES
Str 9, Con 10, Dex 10, Int 13, Wis 16, Cha 18.

STARTING ABILITY SCORES
Str 9, Con 10, Dex 10, Int 13, Wis 16, Cha 16.


AC: 17 Fort: 12 Reflex: 14 Will: 17
HP: 27 Surges: 7 Surge Value: 6

TRAINED SKILLS
Nature +9, Arcana +7, Insight +9, Streetwise +10, Diplomacy +10, Bluff +10

UNTRAINED SKILLS
Acrobatics +6, Dungeoneering +8, Endurance +4, Heal +8, History +6, Intimidate +9, Perception +8, Religion +6, Stealth +4, Thievery +4, Athletics +3

FEATS
Bard: Ritual Caster
Human: Bard of All Trades
Level 1: Arcane Familiar
Level 2: Extended Prescience

POWERS
Bard at-will 1: Vicious Mockery
Bard at-will 1: Jinx Shot
Bonus At-Will Power: Cutting Words
Bard encounter 1: Prophesied Strike
Bard daily 1: Arrow of Warning
Bard utility 2: Canon of Avoidance

ITEMS
Ritual Book, Adventurer's Kit, Chainmail, Longbow, Dagger, Lute, insignias de inquisidores, Disguise Kit, Potion of Healing (heroic tier)
RITUALS
Animal Messenger, Traveler's Chant