Autor Tópico: DnD 5e: Tradução à vista  (Lida 14278 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Re:DnD 5e: Tradução à vista
« Resposta #30 Online: Março 30, 2017, 01:28:06 pm »
O pessoal da FoB usou a tática do CEO da Kroton, Rodrigo Galindo, que fazia processos seletivos de consultorias e usava o material sem pagar nada.

Como alguém que lida com empresas e faz parcerias o tempo todo, notei que em cenários como estes, onde a paixão conta mais que a grana (para alguns) abre-se portas para coisas assim acontecerem.

Aqui no Brasil temos problemas de falar sobre a parte prática da coisa, formalizar etc etc. Isso existe justamente para evitar esse tipo de situação e deixar acordos transparente e melhor para todas as partes.

Não estou colocando culpa na vítima, só pontuando mesmo.

Está nítido nas duas primeiras cartas que a FoB usou as duas empresas (e sua rede de relacionamento) para alavancar o negócio. Esta é uma prática muito comum e não se faz necessário uma JV. Desde que seja transparente. Minha empresa mesmo faz muito trampo "white label".

Mas como disse, aqui no Brasil não sabemos firmar parcerias saudáveis e pragmáticas.

Mas entendo, o mundo seria muito melhor sem simplesmente fosse possível confiar na palavras das outras pessoas/empresas.

Isso só mostra a falta de profissionalismo de TODAS as empresas.
Quem sai perdendo somos nós.

Re:DnD 5e: Tradução à vista
« Resposta #31 Online: Março 30, 2017, 08:13:24 pm »
O pessoal da FoB usou a tática do CEO da Kroton, Rodrigo Galindo, que fazia processos seletivos de consultorias e usava o material sem pagar nada.

Como alguém que lida com empresas e faz parcerias o tempo todo, notei que em cenários como estes, onde a paixão conta mais que a grana (para alguns) abre-se portas para coisas assim acontecerem.

Aqui no Brasil temos problemas de falar sobre a parte prática da coisa, formalizar etc etc. Isso existe justamente para evitar esse tipo de situação e deixar acordos transparente e melhor para todas as partes.

Não estou colocando culpa na vítima, só pontuando mesmo.

Está nítido nas duas primeiras cartas que a FoB usou as duas empresas (e sua rede de relacionamento) para alavancar o negócio. Esta é uma prática muito comum e não se faz necessário uma JV. Desde que seja transparente. Minha empresa mesmo faz muito trampo "white label".

Mas como disse, aqui no Brasil não sabemos firmar parcerias saudáveis e pragmáticas.

Mas entendo, o mundo seria muito melhor sem simplesmente fosse possível confiar na palavras das outras pessoas/empresas.

Isso só mostra a falta de profissionalismo de TODAS as empresas.
Quem sai perdendo somos nós.
Putz,  nem fale da Kroton. Com o perdão do trocadalho, os caras são muito eskrotos.

Mas concordo plenamente com o seu argumento, Slayther. É complicado mesmo misturar paixão com profissionalismo,  principalmente quando envolve terceiros. Pelo menos, parece que o pessoal da Redbox e da Meeple aprenderam essa. Pena que da pior forma.

Re:DnD 5e: Tradução à vista
« Resposta #32 Online: Março 31, 2017, 02:49:51 pm »
Putz,  nem fale da Kroton. Com o perdão do trocadalho, os caras são muito eskrotos.

Mas concordo plenamente com o seu argumento, Slayther. É complicado mesmo misturar paixão com profissionalismo,  principalmente quando envolve terceiros. Pelo menos, parece que o pessoal da Redbox e da Meeple aprenderam essa. Pena que da pior forma.

Pois é amigo. Essas coisas no fim do dia ajudam a crescer como empreendedor e tal.
Eu sou muito a favor de ter muita paixão no que vai fazer. São empresas assim que entregam os melhores produtos e serviços.

Porém não podemos deixar de lado a parte prática de que é um negócio.

No fim do dia, eu gostaria de poder lidar sempre com essa boa fé e paixão, mas o mundo não permite isso.

Só espero que isso se resolva da melhor forma possível. =)

Re:DnD 5e: Tradução à vista
« Resposta #33 Online: Abril 10, 2017, 12:50:19 am »
Só pra atualizar o tópico com mais desdobramentos

http://dungeoncompendium.blogspot.com.br/2017/03/dndgatebr-o-alastrar-da-historia.html

O Alastrar da história

Offline Macnol

  • The Eltor
  • Admin
  • GW2 fanboy
    • Ver perfil
    • True spell!
Re:DnD 5e: Tradução à vista
« Resposta #34 Online: Abril 10, 2017, 11:20:52 pm »
É um bom resumo do capítulo 2. Agora tô curioso pra ver o que vem depois. Especialmente saber se já está rolando alguma ação judicial pra resolver isso.

Offline Arcane

  • Power Beard
  • [Organização dos PbFs]
  • Fidalgo Burguês Aldeão e Bot
    • Ver perfil
Re:DnD 5e: Tradução à vista
« Resposta #35 Online: Abril 11, 2017, 03:15:09 pm »
Acho que esse trecho do Fábio Ribeiro é bem peculiar à luz das evidências atuais...

Citar
Só fico triste que o nascedouro da vinda de um produto que tantos amam já está maculado.

Acho que a GF9 está pensando justamente nessa mácula, principalmente se houver algum processo litigioso.

Enfim, vamos torcer pelo dito de nosso amado filósofo, e que a lei do retorno seja implacável.
Somos todos bots!

Offline Heitor

  • Demagogo
    • Ver perfil
Re:DnD 5e: Tradução à vista
« Resposta #36 Online: Abril 12, 2017, 10:42:00 pm »
Ouvi dizer que se a gente continuar falando de mácula o Terras Sagradas volta à ativa  :roll:

Offline Lumine Miyavi

  • Multiprocessador Walita
  • Passou da muralha, beyblade estraçalha.
    • Ver perfil
    • Phieluminando
Re:DnD 5e: Tradução à vista
« Resposta #37 Online: Abril 14, 2017, 11:46:35 am »


Ouvi dizer que se a gente continuar falando de mácula o Terras Sagradas volta à ativa  :roll:

Também não vamos exagerar  :P

Blog do Lumine, PhieLuminando!
Avatar Atual: Levi, Attack on Titan

Re:DnD 5e: Tradução à vista
« Resposta #38 Online: Julho 27, 2017, 12:42:15 am »
Por curiosidade - algum update dessa tristes trópicos situação?

Re:DnD 5e: Tradução à vista
« Resposta #39 Online: Julho 28, 2017, 12:00:19 pm »
Por curiosidade - algum update dessa tristes trópicos situação?

Que eu saiba, nenhuma novidade ainda. Mas... vc já pode comprar a sua 5e em japonês. :P

Re:DnD 5e: Tradução à vista
« Resposta #40 Online: Julho 28, 2017, 04:46:05 pm »
Meu chute é que cancelaram a tradução pra PT-BR. O completo silêncio de todas as partes envolvidas após o pronunciamento da GF9 indica isso.

Acredito que haveriam notícias se o processo de tradução estivesse em andamento.

Offline Arcane

  • Power Beard
  • [Organização dos PbFs]
  • Fidalgo Burguês Aldeão e Bot
    • Ver perfil
Re:DnD 5e: Tradução à vista
« Resposta #41 Online: Fevereiro 19, 2018, 09:01:38 am »
A nível de curiosidade apenas...

A Fire on Board está em processo de Recuperação Judicial (falência) na casa dos R$ 2.5kk. A página do FB não é atualizada desde agosto/17 (pelo que vi no histórico, mas não tenho mais acesso ao FB para confirmar) e o site está offline.

Eu só não encontrei mais informações sobre qualquer processo específico a respeito da tradução e tal.
Somos todos bots!

Re:DnD 5e: Tradução à vista
« Resposta #42 Online: Fevereiro 21, 2018, 08:12:44 am »
A página do FB não é atualizada desde agosto/17 (pelo que vi no histórico, mas não tenho mais acesso ao FB para confirmar [...].

Parece que é isso mesmo, pelo que pude ver.

Mas, não me surpreenderia se isso não fosse também um meio de contornar todo embróglio que envolve o nome "Fire on Board" (de opinião pública a litígio judicial envolvendo a tradução pro português do DnD 5e).

Re:DnD 5e: Tradução à vista
« Resposta #43 Online: Novembro 02, 2018, 09:58:18 am »
Raise DEAD!

Após outro ensaio furado de lançamento do DnD 5e no Brasil (caso Kronos, resumo aqui), o grupo Aventureiros dos Reinos lançou uma tradução "oficial" do SRD da 5e. O anúncio está aqui e o documento, na DM's Guild.

Agora, alguns pontos sobre:

i) O quão "oficial" é isso eu não sei. Pelo que o documento indica, ela foi autorizada pela WotC. Se, num vindouro lançamento do DnD 5e em português, a compatibilidade será mantida é algo que não está claro.

ii) Espero que o "pay what you want" seja uma limitação da plataforma (embora seja possível encontrar produtos com a tag "free" no DM's Guild). Porque cobrar por traduções que são, no mínimo, colaborativas (o q é reforçado no próprio texto do documento), é mta sacanagem.

iii) Algumas opções de tradução são polêmicas ("vez" para "turn"; "salvaguarda" para "saving throws", "ínfero" para "fiend"), embora justificadas (ponto positivo) e abertas ainda a discussão (outro ponto positivo). Queria ouvir o Madruga a respeito. Só pela galhofa haha

Offline Wilken

  • AKA Kear
    • Ver perfil
Re:DnD 5e: Tradução à vista
« Resposta #44 Online: Novembro 02, 2018, 02:26:18 pm »
Citar
ii) Espero que o "pay what you want" seja uma limitação da plataforma (embora seja possível encontrar produtos com a tag "free" no DM's Guild). Porque cobrar por traduções que são, no mínimo, colaborativas (o q é reforçado no próprio texto do documento), é mta sacanagem.

A DM's guild não oferece a opção "free", apenas "pay what you want", a não ser pra alguns usuários, aparentemente.