Autor Tópico: Animismo em D&D?  (Lida 2260 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Animismo em D&D?
« Online: Novembro 17, 2018, 03:21:18 pm »
Como traduzir práticas animistas/xamãnicas para a cosmologia de D&D? Sempre percebi que sua mágica sempre teve uma inclinação mais pro lado hermético e pro teista, deixando de lado o animista.

Por exemplo, como explicar as jornadas espirituais (vision quests) em busca de presságios e comunhão com seu espírito guia? Seria o caso de uma projeção astral para o Outer Plane correspondente?

E como contatar espíritos da natureza para controlar um incêndio ou chamar uma tempestade oportuna? Uma ida ao plano Etéreo para uma conversa com eles? Ou existe algum "Plano dos Espíritos Naturais" (nunca ouvi falar, ao menos na velha Grande Roda, talvez tenham criado algo assim recentemente?).

Além disso, como entusiasta de Planescape, sempre achei interessantes as aplicações do spell Projeção Astral, que permite ao usuário, no caso o xamã, tirar um cochilo no plano material enquanto projeta sua consciência até um Outer Plane e, lá chegando, assumir uma forma sólida equivalente ao plano em questão (um animal selvagem em Arbórea, um construto cibernético em Mechanus, etc) e ajudar a equipe de PCs remotamente, tal qual um hacker faria num jogo cyberpunk. MAS nunca vi tal possibilidade ser explorada com carinho, o que me soa como uma oportunidade desperdiçada.

Ideias?
« Última modificação: Novembro 17, 2018, 06:15:06 pm por silva »
The traditional playstyle is, above all else, the style of playing all games the same way, supported by the ambiguity and lack of procedure in the traditional game text. - Eero Tuovinen

Offline Heitor

  • Demagogo
    • Ver perfil
Re:Animismo em D&D?
« Resposta #1 Online: Novembro 17, 2018, 04:18:28 pm »
Resposta curta: D&D não é o jogo mais inclinado pra isso.

Resposta menos curta: ou fazer um reekin agressivo do druida e/ou clérigo, ou ter uma classe que trabalhasse com magia quase que somente por rituais.

Ia ser uma classe "lenta", baseada em buffs e efeitos de longo prazo, mas de preparação demorada também, e com pouca eficiência pra lidar com situações imediatas de forma sobrenatural, ou pelo menos sem preparo.

Re:Animismo em D&D?
« Resposta #2 Online: Novembro 18, 2018, 04:03:18 pm »
Pois é, Heitor. Quando criaram a cosmologia de D&D, parece que não deram muita bola para o animismo, e por isso a tentativa de se conciliar ambos hoje soa como uma.. gambiarra, acho.

De qualquer forma, esbarrei com isso ontem à noite: http://www.enworld.org/forum/showthread.php?118071-The-Shaman-s-Handbook

Me parece uma tentativa honesta, inclusive utilizando a cosmologia de forma mais ou menos coerente. Ele renomeia alguns planos segundo o xamanismo: O material passa a ser o "Mundo do Meio", o Etereal o "Mundo dos Espíritos", o Demiplano dos Sonhos de "Mundo dos Sonhos", o Astral de "O Mundo do Céu", etc. e propõe formas úteis de se interagir com estes em busca de vantagens ou informações. Enfim, ajuda um pouco, ainda que ainda não seja ideal.
The traditional playstyle is, above all else, the style of playing all games the same way, supported by the ambiguity and lack of procedure in the traditional game text. - Eero Tuovinen