Autor Tópico: [D&D Next] Impressões Iniciais do Basic  (Lida 43580 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #60 Online: Julho 06, 2014, 04:03:37 pm »
Meh, D&D 4e também aborda de forma bem superficial alguns aspectos de fluff que nunca mais voltam a ser debatidos em livros (e bem menos polêmicos que identidade/expressão de gênero ou orientação sexual ou intersexs), tipo coisas que os personagens podem fazer de tiques nervosos e atos pra caracterizar personagens. 3.X também era quase a mesma coisa também com fluff, onde era mais um tempero colocado de leve do que um dos elementos principais de jogo, que sempre foi exploração de masmorra e combates contra monstros.

Offline kinn

  • Abranubis
  • supreme sorcerer-psion multiclass
    • Ver perfil
    • Contos da Crisálida
Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #61 Online: Julho 06, 2014, 04:04:24 pm »
Sério que vocês vão ficar noiando e discutindo sobre um parágrafo do livro que fez uma menção sobre progressismo nos mundos de fantasia e não volta mais a tocar no assunto ao invés do que realmente importa, que é como as classes estão?

Por exemplo, quero saber, inclusive sobre essa dúvida acerca dessa ação de dobrar os ataques - se ela dobrar os ataques do cara de fato, isso compensa a classe e a torna classe boa naquilo que faz, mesmo que a torne inepta em todas as outras coisas do mundo que serão resolvidas com magia?
Pesquisas provam:
(click to show/hide)

Offline Atmo

  • Observe as estrelas, mas não largue seu coração
    • Ver perfil
    • Atmoland
Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #62 Online: Julho 06, 2014, 04:07:25 pm »
Sério que vocês vão ficar noiando e discutindo sobre um parágrafo do livro que fez uma menção sobre progressismo nos mundos de fantasia e não volta mais a tocar no assunto ao invés do que realmente importa, que é como as classes estão?

Esse parágrafo foi colocado ai justamente pro povo ter o que falar enquanto eles não fazem as classes de verdade. Sim, tão umas bostas, parece que tão usando Pathfinder de base.

Por exemplo, quero saber, inclusive sobre essa dúvida acerca dessa ação de dobrar os ataques - se ela dobrar os ataques do cara de fato, isso compensa a classe e a torna classe boa naquilo que faz, mesmo que a torne inepta em todas as outras coisas do mundo que serão resolvidas com magia?

É D&D: se você não conjura, você não é nada.
Narrando:
OVA: The Anime Role-Playing Game, 3D&T, Double Cross.

Jogando:
D&D 5e T.T

Offline AKImeru

  • Coordenação
  • "Ranmaru! O Meu Rapidash!"
    • Ver perfil
    • Playing Hero
Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #63 Online: Julho 06, 2014, 04:15:59 pm »
Não se esqueça do Clérigo de cura da porrada  :haha:

Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #64 Online: Julho 06, 2014, 07:23:47 pm »
Evola, se é para ser progressivo e moderno, que seja de fato. As inves de ficar jogando para galera num paragrafo perdido num livro de introdução. Serio, você quase soou como um Justiceiro Social do Tumblr, sem querer ofender (mas ja ofendendo) que qualquer coisa besta já cacha algo incrivel.
Pode estar soando um pouco ofensivo, mas eu quero deixar bem claro meu problema com seu argumento, ok?

Enquanto isso, no livro de tribo dos Filhos de Gaia Revisado temos dois personagem gays, fazendo sexo ritualistico.

.. E nem quero comentar sobre os livro dos Lunares e outros da linha de Exalted ou Vampiro, porque ali tem coisa que até o Atmo iria achar ir longe demais na fantasia sexual.

Então,  sendo cricri e chato do jeito que sou, eu preferiria que alguem que sabe escrever refizesse o Basic Set inteiro, porque tem muita coisa jogada e sem proposito em relação a proposta do jogo ou porcamente escrito mesmo, mas esse lance de sexualidade foi a coisa que mais me chamou a atenção pelo nivel de "Ninguem se Importa" ele atingiu em relação ao que normalmente rolaria numa mesa de D&D.
Isso não e medo de sair da area de conforto, e sim, ter noção para o que e para quem você esta escrevendo.

Alem diso, estamos lidando com escritores da Wizards chefiados pelo Mearls, eles precisam de cada linha que puderem ter para aumentar a chance de escrever algo que presta para ser usado em jogo que nãoseja coberto por Magic Tea Party. Como as regras de interação social que não existem, por exemplo e contam mais com a boa vontade do Mestre que qualquer outra coisa.
« Última modificação: Julho 06, 2014, 07:29:08 pm por Hikaru »

Offline Atmo

  • Observe as estrelas, mas não largue seu coração
    • Ver perfil
    • Atmoland
Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #65 Online: Julho 06, 2014, 07:29:40 pm »
porque ali tem coisa que até o Atmo iria achar ir longe demais na fantasia sexual.

FATAL mandou lembrança. E Zettai Reido também.
Narrando:
OVA: The Anime Role-Playing Game, 3D&T, Double Cross.

Jogando:
D&D 5e T.T

Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #66 Online: Julho 06, 2014, 09:06:13 pm »
FATAL não conta, Atmo. Todo mundo sabe das noias que você vai encontrar por lá, então perde metade da graça.

Offline Atmo

  • Observe as estrelas, mas não largue seu coração
    • Ver perfil
    • Atmoland
Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #67 Online: Julho 06, 2014, 10:22:25 pm »
Uma coisinha do Zettai Reido:
(click to show/hide)
Narrando:
OVA: The Anime Role-Playing Game, 3D&T, Double Cross.

Jogando:
D&D 5e T.T

Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #68 Online: Julho 07, 2014, 03:42:34 am »
Citar
Evola, se é para ser progressivo e moderno, que seja de fato. As inves de ficar jogando para galera num paragrafo perdido num livro de introdução. Serio, você quase soou como um Justiceiro Social do Tumblr, sem querer ofender (mas ja ofendendo) que qualquer coisa besta já cacha algo incrivel.

Obrigado por me fazer rir com "Justiceiro Social de Tumblr", ainda mais porque como bom Net-ativista, obviamente sou eu que estou dedicando posts inteiros quanto a um trecho de um parágrafo é insuficientemente representativo para certos grupos minoritários e utilizando "name-callings" quando alguém discorda do que escrevo e me questiona.  :)

Citar
Enquanto isso, no livro de tribo dos Filhos de Gaia Revisado temos dois personagem gays, fazendo sexo ritualistico.

Ahnnn, não. Os personagens gays estão apenas fazendo sexo e violando casualmente a Litania A menção ao sexo ritualístico (não necessariamente gay) é em um Ritual em outro capítulo.

Citar
Não se esqueça do Clérigo de cura da porrada

Isso é chamado por Clérigos Norte-Americanos de "Cura Preventiva' - Você mata aquele que feriria o seu aliado, evitando que ele se fira.  :P

Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #69 Online: Julho 07, 2014, 04:26:51 am »
É D&D: se você não conjura, você não é nada.

Não sei se o pessoal aqui percebeu, mas a tão comentada regra de Concentração sofreu um adendo considerável na versão final do sistema e essa mudança nerfou de forma considerável os conjuradores.

Como já acontecia no playtest, o conjurador não pode manter duas magias que requerem concentração ativas. A mudança é que além disso, sempre que ele sofrer dano, precisará ter sucesso em um saving throw de constituição com CD 10 ou metade do dano sofrido -o que for maior dentre as duas opções- para não perder a concentração e ter sua magia interrompida.

Isso significa que as magias de efeito são bem menos confiáveis, pois qualquer ataque no conjurador pode interrompê-las.

Imaginem só, um clérigo conjura bless para os seus aliados e um monstro o ataca antes de chegar a iniciativa deles. Se o clérigo falhar no teste, o que não é difícil pois ele não tem proficiência em Saves de Constituição, a magia não terá servido de nada.

Outra situação inusitada é o mago do grupo usar vôo no guerreiro e no clérigo para que eles voem e engajem no Dragão Azul lá em cima, logo depois o dragão mete um sopro de eletricidade no mago e os dois colegas caem para a morte. Meu Deus, essa regra é o paraíso dos DMs sádicos!  :bwaha: :bwaha:

E o melhor é que o dano dos inimigos progridem bem mais rápido do que os bônus de atributo e de proficiência, ao ponto de no décimo nível 40 de dano em um ataque só ser algo trivial. Um personagem lvl 10 com constituição 20 e proficiência nesse teste tem 50% de chance de falhar em um teste de CD 20, que dirá um clérigo ou um mago, que não tem proficiência nesse save e no máximo terá constituição como atributo secundário.

Enfim, teria que testar na prática para ver o real impacto dessa regra em mesa, mas essa medida me parece limitar bastante os conjuradores, especialmente os que vão para linha de frente como os clérigos, druidas e bardos. O mago, por ficar a longa distância me parece menos prejudicado, mas com a ação de Disengage não fica difícil para os DMs sádicos botarem os monstros para correrem atrás dele.
« Última modificação: Julho 07, 2014, 04:42:23 am por Lunguinho »

Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #70 Online: Julho 07, 2014, 05:09:37 am »
O problema da regra de Concentração é o mesmo que permeia todo Tormenta RPG - apenas modifica aspectos marginais do poderio de um Conjurador. Com ela, Conjuradores não podem resolver mais todos problemas ao mesmo tempo, agora só podem resolver todos problemas, um por vez. Imensa mudança, não?  :P

O poder de um Conjurador não está nisso - está em resolver problemas que outras classes deveriam resolver. Em quem você confiaria para invadir um castelo e roubar tesouro, em um Mago ou Ladino? O bom senso diria no Ladino, mas um Mago com Invisibilidade (Que dura uma hora), Spider Climb/Fly e Knock faz o serviço de maneira bem mais confiável. E nem mesmo o barulho de Knock será um problema - basta conjurar Zone of Silence antes e conjurar Knock fora da área dela.

E existe um lado sombrio, onde a regra de Concentration também afeta efeitos de Buff. Ou seja, nos momentos onde um Conjurador escolhe não resolver o problema e decide ajudar outrem, ele também pode ser afetado. E vai ser limitado a apenas um Buff para seus aliados por vez.

E o mais legal - Magos voltaram a poder aprender todas as magias, assim como Clérigos já tem todas as magias conhecidas, além de terem Rituais que podem economizar seus slots e todos ítens mágicos que garantem mais magias por dia (e que agora se recarregam diariamente).  Mas Guerreiros podem ficar felizes, Talentos são opcionais e sujeitos ao "Não" do DM. Woo.  :P
« Última modificação: Julho 07, 2014, 07:05:12 am por Evola »

Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #71 Online: Julho 07, 2014, 08:27:06 am »
E novamente você perdeu o ponto, Evola. Mas ok.

Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #72 Online: Julho 07, 2014, 08:52:59 am »
Continuando:

15. Eu não tinha notado antes, mas aqui está uma curiosa decisão - Usando a compra por pontos, não é possível comprar um atributo acima de 15, o que coloca 17 como o maior atributo inicial.

Eu realmente aprecio essa decisão, que é coerente com a ideia que personagens iniciais não são tão acima da média, e evitam que o personagem já tenha o maior valor de atributo possível (20) já no nível 4.

Contudo, isso torna o Humano ainda mais poderoso se você usar Point-Buy. Não só ele terá mais pontos de atributo, como terá o maior modificador possível de atributo idêntico ao de outros raças. Incrível como mesmo ao acertar em algo, Next continua errando feio.

16. Surpreendentemente, o Basic tem um sistema de suborno/incentivo para Interpretação, o uso de Inspiration. Quando você age de maneira marcante de acordo sua Personalidade (Personality Trait), seu Elo (Bond), seu Ideal ou seu Defeito (Flaw), ele recebe Inspiração, que pode ser utilizada para ter Vantagem em algumas rolagens.

Mais incrível ainda é ver listas de cada uma dessas características em cada um dos Backgrounds. Apesar de simples e muito longe do que é encontrado em outros sistemas, é uma maneira razoavelmente elegante construir o histórico do personagem de forma que ele impacte no jogo. E melhor ainda, não premia boa interpretação com XP extra, algo que eu abomino.

17. Quem diria, existem benefícios ao utilizar um deslocamento de marcha mais lento, assim como penalidades por deslocamento acelerado. Algo similar se aplica às escolhas de Modo de Vida (Lifestyle)

18. Existem maneiras de adquirir proficiência em Ferramentas e Idiomas Extras durante o intervalo de aventuras - mas demora horrores e sai caro.

Quer aprender uma magia de nível 4? 8 horas e 200 POs. Quer aprender a jogar baralho? 250 dias e 250 POs.

Jesus Cristo. Isso é atestar que não-Conjuradores tem retardo mental se comparados a Conjuradores.

19. Com a menção do Lunguinho, realmente voltamos a 3e em um aspecto - Anões (das Montanhas) são Magos ainda mais incríveis.
« Última modificação: Julho 07, 2014, 09:08:28 am por Evola »

Offline AKImeru

  • Coordenação
  • "Ranmaru! O Meu Rapidash!"
    • Ver perfil
    • Playing Hero
Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #73 Online: Julho 07, 2014, 11:10:22 am »
Citar
Quer aprender uma magia de nível 4? 8 horas e 200 POs. Quer aprender a jogar baralho? 250 dias e 250 POs.

Acho que eu nunca li algo mais hilário em uma postagem sobre rpg.

Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #74 Online: Julho 07, 2014, 12:48:54 pm »
Inspirations são basicamente Aspectos de Fate (qualquer edição), só que lobotomizados...