Autor Tópico: [D&D Next] Impressões Iniciais do Basic  (Lida 43615 vezes)

0 Membros e 2 Visitantes estão vendo este tópico.

[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Online: Julho 04, 2014, 06:36:56 am »
Como D&D Próximo (numa tradução devirniana) ou D&D Quinta Edição (é o termo usado nos fóruns da Wizards) saiu ontem, hora de algumas impressões iniciais da primeira leitura do Basic Set.

1. Todas as raças seguem o formato +2/+1 em habilidades, salvo o Anão das Montanhas tem +2 em Força, única sub-raça a dar um bônus distinto de +1. Provavelmente serve para compensar o fato que a habilidade racial (proficiência em armaduras) é praticamente inútil para a maioria das classes - mas ainda é algo idiota.

Por um lado, Anões voltam a ser uma raça muito interessante para Magos. +2 em Constituição e Armaduras Médias são uma ótima combinação para não ser uma classe frágil.

2. Elfos provavelmente tem as melhores sub-raças em geral, mas eu não gosto do Alto Elfo tendo um cantrip gratuito, poderia haver a possibilidade de escolha de outra habilidade. Também não entendo porque ambas sub-raças tem a mesma lista de Proficiências com Armas, porque isso não é logo habilidade de raça? Minha aposta envolve Drows, que devem ter uma lista distinta.

3. Halflings quase nunca tiram "1" nos dados. Cool. Do resto, ahn, quem liga para essa raça?  :P. Lado positivo, não são Kenders. Lado negativo, eles devem aparecer no DMG. Oh dear.

4. Humanos continuam a raça mais chata e potencialmente quebrada de Next.

5. Alguém deve adorar o R.A. Salvatore. Quase todas as citações no livro são deles, e quase todo capítulo de raças menciona criações dele - como personagem de exemplo, Bruenor é o próprio Bruenor Battlehammer. E Bob, o jogador, é o apelido do Salvatore.

E sim, eles mencionam o Drizzt como o único Drow Bom (conhecido). Haha, ignoraram por completo a obra da Elaine Cunningham, que tinha outros drows bondosos em Faerun.  :P

6. Os Testes de Resistência prometem ser... problemáticos.

Primeiro lugar, somente 3 atributos são usados em testes de resistência (Cons, Sab e Des). Eu acho que vi uma menção de um teste de resistência de Carisma no Starter Set. E acho que Maze testa Inteligência.

Segundo lugar, somente alguns testes recebem bônus de proficiência, enquanto outros não. Não vejo como algo muito saudável ter uma grande diferença entre Testes Bons e Testes Ruins, especialmente em níveis altos. Espere "Feat or Item Taxes" aparecendo aqui.

7.. Eu gostei, em geral, do Clérigo - mas ele tem duas habilidades de classe que são ou altamente subjetiva (Divine Intervention) ou marginalmente inútil (Destroy Undead). E como esperado, o Domínio da Cura permite o personagem recuperar muitos, mas muitos mesmo PVs. E usar armaduras pesadas (qual a justificativa não-mecânica disso? A Cruz Vermelha não costuma a ser baleada em conflitos).

8. Divine Strike (Domínio da Cura) é a habilidade que aumenta o dano do Clérigo, enquanto Guerreiros tem Ataque Extras e o Ladino, Ataque Furtivo. Eu gosto dessas diferenças.

9. Magias de Cura agora são Evocação. Que exótico, eu ainda prefiro colocá-las em Necromancia.

10. É incrível como a Wizards faz de tudo para não mencionar "utilizável por encontro", ao invés disso usa "between rests" ou algo similar.  XD

11. Eu detestei o Guerreiro da Quinta Edição. O que ele faz? Bate.

O que mais ele faz? Bate muito. O Champion é o "TWF Ranger" do Next. A combinação de até 4 ataques no nível 20, misturada com Action surge, que concede uma Ação Extra (mais ataques) e uma margem de crítico reduzida tornam ele um Striker por excelência.

Oh, ele não só bate. Ele consegue recuperar PVs de verdade, não temporários, com Second Wind. Chupem essa, Conjuradores.

Ah, além de bater, você pode escolher com que arma pode ficar no "All Full-Attack, All the Day". Viram só, jogadores da 4e, agora o Guerreiro pode usar um Arco e ser efetivo. E você acreditando que os Conjuradores seriam poderosos na 5E.

12. Sarcasmo a parte, os estilos de combate são bem problemáticos - eu não consigo ver como a Wizards vai equilibrar o incrivelmente útil +2 em todas rolagens de ataques a distância do estilo da Arquearia com +2 em dano com armas inferiores, usadas com uma mão e sem um escudo do estilo do Duelista.

Okay, eu mencionei Equilíbrio e D&D Next na mesma frase. Isso é ainda mais engraçado.

13. É tudo culpa do PT! Comentários de sites de notícias a parte, eu gosto do Mago "Padrão", que recebeu todas as benesses tanto do "bom e velho" Sistema Vanciano, mas como ele é uma classe tão fraca, sofrida, ele também tem que ter suas magias a vontade. Porque diabos a Wizards of the Coast não é Old School com essa classe? Magos podem usar armaduras, conjuram vancianamente, tem capacidade de se curar via "Recovery Dice" e nunca ficam sem magias, isso é um imenso atentado a qualquer design que se proponha a desafiar a classe.

Contudo, eu estava errado a dizer que Destroy Undead era uma habilidade de classe inútil - Potent Cantrip é. Ela permite que, quando seu Mago usar um Cantrip que permita teste de resistência,  seu personagem cause metade do dano. So far so good.

Exceto que nenhum Cantrip do Mago permite teste de resistência.

Lembrem-se, essa edição passou por 2 anos de Playtest.  :P

14. Eu adorei o Ladino do Next. Ele mantém a sua veia combativa, recebe diversas habilidades de movimentação e defesa, é parcialmente um mestre em perícias (embora, todo mundo que Magias superarão Perícias). Mesmo a versão mais básica da classe (que é a apresentada aqui) parece interessante para jogar.

15. Eu não tinha notado antes, mas aqui está uma curiosa decisão - Usando a compra por pontos, não é possível comprar um atributo acima de 15, o que coloca 17 como o maior atributo inicial.

Eu realmente aprecio essa decisão, que é coerente com a ideia que personagens iniciais não são tão acima da média, e evitam que o personagem já tenha o maior valor de atributo possível (20) já no nível 4.

Contudo, isso torna o Humano ainda mais poderoso se você usar Point-Buy. Não só ele terá mais pontos de atributo, como terá o maior modificador possível de atributo idêntico ao de outros raças. Incrível como mesmo ao acertar em algo, Next continua errando feio.

16. Surpreendentemente, o Basic tem um sistema de suborno/incentivo para Interpretação, o uso de Inspiration. Quando você age de maneira marcante de acordo sua Personalidade (Personality Trait), seu Elo (Bond), seu Ideal ou seu Defeito (Flaw), ele recebe Inspiração, que pode ser utilizada para ter Vantagem em algumas rolagens.

Mais incrível ainda é ver listas de cada uma dessas características em cada um dos Backgrounds. Apesar de simples e muito longe do que é encontrado em outros sistemas, é uma maneira razoavelmente elegante construir o histórico do personagem de forma que ele impacte no jogo. E melhor ainda, não premia boa interpretação com XP extra, algo que eu abomino.

17. Quem diria, existem benefícios ao utilizar um deslocamento de marcha mais lento, assim como penalidades por deslocamento acelerado. Algo similar se aplica às escolhas de Modo de Vida (Lifestyle)

18. Existem maneiras de adquirir proficiência em Ferramentas e Idiomas Extras durante o intervalo de aventuras - mas demora horrores e sai caro.

Quer aprender uma magia de nível 4? 8 horas e 200 POs. Quer aprender a jogar baralho? 250 dias e 250 POs.

Jesus Cristo. Isso é atestar que não-Conjuradores tem retardo mental se comparados a Conjuradores.

19. Com a menção do Lunguinho, realmente voltamos a 3e em um aspecto - Anões (das Montanhas) são Magos ainda mais incríveis.
« Última modificação: Julho 30, 2015, 05:38:19 pm por Khalid al-Walid »

Offline Sr. Pichu

  • my oh my...
    • Ver perfil
Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #1 Online: Julho 04, 2014, 12:02:59 pm »
voltamos mesmo aos moldes vancianos?
"What is profit to a man, if he gains the world but loses his own soul?" (Matthew 16:26)

"É por isso que eu odeio tudo nesse mundo! É por isso que eu odeio a segunda lei da Termodinâmica" (Desty Nova)

Offline Lumine Miyavi

  • "I am- you can call me... Red mage."
    • Ver perfil
    • Phieluminando
Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #2 Online: Julho 04, 2014, 12:16:29 pm »
Pichu, pior. Vanceano com at-wills da 4e, que agora escalam com nível! graças aos cantrips.

Adendo confirmado com uma olhada rápida no cantrip de graça do Alto Elfo: Um cantrip simples como Firebolt já me parece superior que ataques normais em níveis altos (porque escala com níveis, e tem alcance de 120 ft), além de ser de graça pro personagem, podendo ser repetido infinitas vezes por dia. E ao contrário de itens mágicos, não é opcional, hue.

HUE, comecei a ler e já tomei um balde de água fria na minha expectativa: me faltam tabelas ou informações objetivas que vão direto ao ponto, o texto é (na minha opinião de chorume) poluído por muito fluff em locais desnecessários, como habilidades e explicações flufféticas que não deveriam estar misturadas com regras. E eu estou certo de que a língua élfica é o português, pela descrição, hue.

"Para aventureiros, a magia é a chave da sobrevivência.", e aí cita as curas de clérigos, paladinos e druidas. Acho que uma fonte de cura, por mais limitada que fosse que não estivesse atrelada em magia era estranha demais pra ser mantida. =\


Blog do Lumine, PhieLuminando!
Avatar Atual: Red Mage, (Romancing Saga: Minstrel Song, ps2)

Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #3 Online: Julho 04, 2014, 12:23:53 pm »
Citar
"Para aventureiros, a magia é a chave da sobrevivência."

Só essa frase já te mostra que aquele velho problema ainda continua
War never changes

Offline Lumine Miyavi

  • "I am- you can call me... Red mage."
    • Ver perfil
    • Phieluminando
Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #4 Online: Julho 04, 2014, 12:39:05 pm »
As habilidades de nível 20 são legais:

Clérigo: a habilidade intervenção divina tem sucesso automático em todos os casos; nos níveis anteriores você faz um "teste de nível" em porcentagem, além de estar sujeita a DM fiat.
Ladino: converte um sucesso de um inimigo contra ele em falha, ou uma falha dele em sucesso decisivo uma vez por descanso curto.
Mago: Você escolhe 2 magias de nível 3 e as ganha como "slots extra" de sem precisar prepará-las no final de cada descanso curto, ou seja, você sempre depois do descanso começa com 2 slots de magia adicionais, com suas magias escolhidas.

E a melhor de todas:

Guerreiro: você ganha um ataque extra.

WOW. [sarcasmo]Como conseguiram deixar o guerreiro tão forte?[/sarcasmo]
« Última modificação: Julho 04, 2014, 12:40:46 pm por Lumine Miyavi »

Blog do Lumine, PhieLuminando!
Avatar Atual: Red Mage, (Romancing Saga: Minstrel Song, ps2)

Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #5 Online: Julho 04, 2014, 01:53:43 pm »
Não apenas isso, no incrível 15ª nível seu critico abaixa para 18-20, tipo, após vc parar de dar a minima para seu guerreiro e ir jogar de clerigo ou algo mais interessante, sei la.

O texto está muito cheio de rodeios e floreios, e as referencias a FR me tocaram em lugares que não se devem ser tocadas sem me chamar para um jantar e cinema primeiro, eu sou jogador de D&D de família, Wizards.

Maior parte das habilidades de classe variam entre "meh" e "meio bosta", e somente um idiota pegaria Archery com um Guerreiro do Basic Set, já que praticamente não tem nada para apoiar esse estilo de combate.

Nem vou comentar o quanto vai chover de House Rule para voltar Fortitude, Reflexos e Vontade, alem de bônus de proficiência para todo mundo em tudo, porque eu quero sentir que meu personagem esta evoluindo Mearls, eu realmente quero isso.

Citação de: Dona Edit

Total spells that require a saving throw: 42
Spells that require a Dexterity saving throw: 19*
Spells that require a Constitution saving throw: 9*
Spells that require a Wisdom saving throw: 11
Spells that require a Strength saving throw: 0
Spells that require an Intelligence saving throw: 0**
Spells that require a Charisma saving throw: 0
Special notes:
* One spell, Earthquake, requires both a Dexterity and Constitution save
** Three illusion spells require an Intelligence (Investigation) check, not a saving throw ( Why? I have no idea)
** Maze requires a DC 20 Intelligence check, again not a saving throw
« Última modificação: Julho 04, 2014, 02:44:26 pm por Hikaru »

Offline AKImeru

  • Coordenação
  • "Ranmaru! O Meu Rapidash!"
    • Ver perfil
    • Playing Hero
Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #6 Online: Julho 04, 2014, 02:57:41 pm »
Citar
E sim, eles mencionam o Drizzt como o único Drow Bom (conhecido). Haha, ignoraram por completo a obra da Elaine Cunningham, que tinha outros drows bondosos em Faerun.

Wizards se esforçando para me fazer desgostar de Forgotten.

O que vai acontecer depois?
"Não tem mais Orcs Cinzentos porque Orcs neutros é erraruim."
"Rashemi mais para Gonemi, não estão mais no cenário."

Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #7 Online: Julho 04, 2014, 03:02:42 pm »
Bem Oda... Forgotten Realms, genocide of goblinkin(and orcs) encouraged by good gods?

Lembra dos Orcs e Goblins legais e camaradas que eram seus vizinhos? Mate-os.

Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #8 Online: Julho 04, 2014, 03:09:38 pm »
Clérigo: a habilidade intervenção divina tem sucesso automático em todos os casos; nos níveis anteriores você faz um "teste de nível" em porcentagem, além de estar sujeita a DM fiat.

Milagre agora é habilidade de classe. eu achando que nunca mais ia ver essa magia

Lembra dos Orcs e Goblins legais e camaradas que eram seus vizinhos? Mate-os.

Eles deviam se mudar para eberron, é uma vizinhança mais amigável
War never changes

Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #9 Online: Julho 04, 2014, 03:34:04 pm »
Continuando

13. É tudo culpa do PT! Comentários de sites de notícias a parte, eu gosto do Mago "Padrão", que recebeu todas as benesses tanto do "bom e velho" Sistema Vanciano, mas como ele é uma classe tão fraca, sofrida, ele também tem que ter suas magias a vontade. Porque diabos a Wizards of the Coast não é Old School com essa classe? Magos podem usar armaduras, conjuram vancianamente, tem capacidade de se curar via "Recovery Dice" e nunca ficam sem magias, isso é um imenso atentado a qualquer design que se proponha a desafiar a classe.

Contudo, eu estava errado a dizer que Destroy Undead era uma habilidade de classe inútil - Potent Cantrip é. Ela permite que, quando seu Mago usar um Cantrip que permita teste de resistência,  seu personagem cause metade do dano. So far so good.

Exceto que nenhum Cantrip do Mago permite teste de resistência.

Lembrem-se, essa edição passou por 2 anos de Playtest.  :P

14. Eu adorei o Ladino do Next. Ele mantém a sua veia combativa, recebe diversas habilidades de movimentação e defesa, é parcialmente um mestre em perícias (embora, todo mundo que Magias superarão Perícias). Mesmo a versão mais básica da classe (que é a apresentada aqui) parece interessante para jogar.
« Última modificação: Julho 04, 2014, 03:43:35 pm por Evola »

Offline AKImeru

  • Coordenação
  • "Ranmaru! O Meu Rapidash!"
    • Ver perfil
    • Playing Hero
Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #10 Online: Julho 04, 2014, 03:42:17 pm »
Eu odiei esse novo governo que reinstalou a bolsa-Magia.

Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #11 Online: Julho 04, 2014, 03:47:15 pm »
Ainda tem aquela interação mal explicada entre Action Surge e Extra Attack que, a depender da interpretação, permite o Fighter atacar 8 vezes no nível 20. Os caras não aprenderam nada com Rain of Blows...

Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #12 Online: Julho 04, 2014, 03:51:09 pm »
Citar
Lembra dos Orcs e Goblins legais e camaradas que eram seus vizinhos? Mate-os.

Well, os Goblinoides e Orcs de Forgotten Realms jamais poderiam ser descritos como "legais e camaradas". Além do óbvio, nem todo cenário de D&D precisa obedecer os tropes de moralidade cinzenta que são utilizados em Eberron e Planescape.

Por outro lado, é estranho ver que o mesmo Salvatore que tornou os Orcs mais cinzentos (Kingdom of Obould buscando paz e acordos com a Confederação de Luruar) colocou um personagem teoricamente bondoso defendendo esse tipo de ideia.

Citar
Ainda tem aquela interação mal explicada entre Action Surge e Extra Attack que, a depender da interpretação, permite o Fighter atacar 8 vezes no nível 20.

Existe outra explicação além dessa?  :shock:

Eu sempre assumi que o propósito de Action Surge era o de dobrar o número de ataques em uma rodada, é algo até claro, Action Surge concede uma ação extra (e não é bonus action), e como dar todos os ataques é uma Ação, você efetivamente dobra os ataques.
« Última modificação: Julho 04, 2014, 03:57:43 pm por Evola »

Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #13 Online: Julho 04, 2014, 04:12:30 pm »
Well, os Goblinoides e Orcs de Forgotten Realms jamais poderiam ser descritos como "legais e camaradas". Além do óbvio, nem todo cenário de D&D precisa obedecer os tropes de moralidade cinzenta que são utilizados em Eberron e Planescape.

Nem precisa ter moralidade cinzenta. é só não atrelar uma raça inteira a uma respectiva tendência
War never changes

Re:[D&D Next] Impressões Iniciais do Basic
« Resposta #14 Online: Julho 04, 2014, 04:24:30 pm »
Citar
Nem precisa ter moralidade cinzenta. é só não atrelar uma raça inteira a uma respectiva tendência

O que não é feito em D&D desde a Terceira Edição, então, qual o seu ponto? E lembre-se que o tópico que o Hikaru linkou menciona uma novel, que não é exatamente uma referência relevante para o TTRPG.