Autor Tópico: [D&D Next] House-Rules  (Lida 13429 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Smaug

  • [Mensagem pessoal - altere no seu perfil!]
    • Ver perfil
Re:[D&D Next] House-Rules
« Resposta #60 Online: Agosto 05, 2015, 10:50:29 pm »
Citar
Ou você está dizendo que eu sou um membro da Society of Sensation de Planescape, ou foi alguma menção a cultura pop que desconheço. Como os Sensates de PS não tem nada de "Mente Comunal", aposto no segundo caso.

Yep, Sense 8 dos Wachowski.
« Última modificação: Agosto 05, 2015, 10:57:41 pm por Smaug »
This happens all the time. No matter how epic the battle, once begun, the thing sounds more or less like a bingo game: People shout out numbers and other people get excited about them.

Offline Heitor

  • Demagogo
    • Ver perfil
Re:[D&D Next] House-Rules
« Resposta #61 Online: Agosto 06, 2015, 09:26:32 am »
Citação de: Khalid al-Walid
Retirando a justificativa para isso, se alguém quer fazer um Guerreiro que preste precisa adicionar alguma maneira dele poder causar tanto dano elemental quanto dano em área.

E em linhas gerais, eu concordo com essa ideia. Basta ver que meu primeiro rascunho de adições para o Guerreiro incluía a possibilidade de trocara rapidamente de armas, de transformar qualquer objeto empunhado como mágico (desde que tenha ao menos uma arma mágica) e incluía uma técnica que permitira causar dano elemental.  :)

EDIT: Um modelo interessante para se colocar em jogo, embora bem mais explicitamente mágico são as habilidades alquímicas do Bruxeiro (eu adoro essa tradução).

Citação de: Khalid al-Walid
A Ferramenta certa para o Serviço: A partir do nível 6, toda arma manufaturada, improvisada ou ataque desarmado utilizado por um Guerreiro é considerada uma arma mágica. O dano de toda arma improvisada e ataque desarmado passam a ser 1d6 (ou o dano de acordo com o tamanho, o que for maior) e o dano de armas manufaturadas aumenta em uma categoria.

Como a intenção não é mudar o core das regras, uma solução como o Bispo sugeriu à 13th Age não é o que eu procuro. Naturalmente eu  já havia pensado nessa possibilidade de todo dano mundano ser considerado mágico, mas para simular efeitos extraordinários maiores e/ou específicos, eu acho que uma progressão fixa não seria muito vantajosa, afinal o forte do conjurador é a versatilidade, e acho que o guerreiro deve ter também.

Pensei em algo como uma pool semelhante ao Battlemaster, mas um pé na conjuração do clérigo (todas as manobras da lista à disposição no nível requerido). Para adicionar efeitos elementais, como você sugeriu, talvez usasse óleos alquímicos e combos com estes (um bom ataque giratório com uma arma coberta em óleo inflamado, uma arma arremessada estupidamente rápido ou um sopro de pó alucinógeno poderia simular coisas feito cone de fogo, relâmpago e sono).

Minha preocupação mesmo é fazer algo que pudesse ser exclusivo do guerreiro (a maldita invasão de nicho, o outro assombro do marciais). Algo que seja mais fruto de heroísmo, a fonte de poder que o guerreiro teria mais que todo mundo e portanto justificável dele ser um dos poucos a ter, e menos de apetrechos específicos.

[leia heroísmo = guerreiros míticos que bebem rios para suas tropas atravessarem, levantavam montanhas no braço e matavam feras usando as garras das próprias]
« Última modificação: Agosto 06, 2015, 09:28:20 am por Heitor® »

Re:[D&D Next] House-Rules
« Resposta #62 Online: Agosto 07, 2015, 08:10:12 am »
Citar
Por que a partir do nível 6?

Porque é o mesmo nível que o Monge recebe uma habilidade equivalente (E ele tem Ataque Desarmado 1d6 no nível 5), embora o Warlock receba uma similar (Pact Boon) no nível 3.

Talvez seja mais razoável deixar essa habilidade para o nível 3, ou separá-la em duas onde todas as armas serem consideradas mágicas é uma habilidade do nível 5-6, enquanto o resto da habilidade fica no nível 1 (e pode ser "roubado" por Magos espertinhos que façam multiclasse de 2 níveis de Guerreiro  :b)

Citar
E poderia aproveitar o embalo e também dar como benefício a possibilidade do Guerreiro adicionar (e usar as mais convenientes) propriedades de armas, como Finesse, Light, Range, Reach, Thrown e Versatile.

Isso é... realmente interessante.  :)

Minha reação inicial foi "Ótimo, Espadas Largas com Finesse, tudo que precisava para mandar o Str-Fighter para o Sarcófago", contudo isso não ocorreria necessariamente, porque enquanto o Dex-Fighter teria que ficar preso a Finesse, o Str-Fighter poderia ter (por exemplo), uma Espada Larga com Alcance ou sendo Arremessável.

É uma habilidade interessante - assim como permitir substituir o tipo de dano de uma arma (Aliás, isso seria mais realista. Na "Vida Real", alguém suficientemente treinado com uma Espada pode usá-la tranquilamente para dano concussivo, usando o pomilho, ou para perfurante, pela técnica de halbschwert/meia-espada)

Re:[D&D Next] House-Rules
« Resposta #63 Online: Agosto 07, 2015, 10:15:14 pm »
Porque é o mesmo nível que o Monge recebe uma habilidade equivalente (E ele tem Ataque Desarmado 1d6 no nível 5), embora o Warlock receba uma similar (Pact Boon) no nível 3.

Talvez seja mais razoável deixar essa habilidade para o nível 3, ou separá-la em duas onde todas as armas serem consideradas mágicas é uma habilidade do nível 5-6, enquanto o resto da habilidade fica no nível 1 (e pode ser "roubado" por Magos espertinhos que façam multiclasse de 2 níveis de Guerreiro  :b)

Acho que pode sim quebrar em vários níveis, tornando a habilidade progressiva. Talvez pegando os níveis de ASI, já que seria um sabor a mais para jogos que não usam Feats. (E evitando one-level dips).

Isso é... realmente interessante.  :)

Minha reação inicial foi "Ótimo, Espadas Largas com Finesse, tudo que precisava para mandar o Str-Fighter para o Sarcófago", contudo isso não ocorreria necessariamente, porque enquanto o Dex-Fighter teria que ficar preso a Finesse, o Str-Fighter poderia ter (por exemplo), uma Espada Larga com Alcance ou sendo Arremessável.

É uma habilidade interessante - assim como permitir substituir o tipo de dano de uma arma (Aliás, isso seria mais realista. Na "Vida Real", alguém suficientemente treinado com uma Espada pode usá-la tranquilamente para dano concussivo, usando o pomilho, ou para perfurante, pela técnica de halbschwert/meia-espada)

Boa ideia também! Cai bem com a proposta.

Acho que vou tirar o projeto "Ultimate Fighter 5e" da gaveta. Até já tenho a figura ;)

(click to show/hide)

Re:[D&D Next] House-Rules
« Resposta #64 Online: Setembro 18, 2015, 02:44:15 pm »
Bom, eu ainda continuo escrevendo/pensando em como implementar um Guerreiro para Pessoas com QI acima da temperatura ambiente para D&D Next, mas enquanto eu não consigo me satisfazer o que tenho feito, utilizo algumas partes dele para Subclasses. E aqui está uma delas:

O Guardião



Tenho uma considerável simpatia por Guerreiros com aspectos defensivos, que são ligados a uma pessoa como seu defensor e protetor, assim como a ideia de combatentes que se veem como "irmãos de batalha". O Guardião é uma implementação dessa ideia. Apesar de aparentar ser mais forte que outras subclasses do Guerreiro, ele é severamente restrito pela "economia de ações", já que suas habilidades são restritas pelo uso de uma Reação ou Ação Bônus por Turno, além de envolverem autossacrifício.

Nível 3

Sempre Atento: As ações de Conjurar uma Magia, Realizar um Ataque a Distância e Levantar-se passam a gerar Ataques de Oportunidade quando realizadas no seu Alcance. Mover-se utilizando a ação Desengajar também passa a gerar Ataque de Oportunidade.

Defensor: Ao início de seu turno, escolha um aliado como seu Protegido. Quando seu Protegido estiver adjacente a você e sofrer dano em PVs, você pode utilizar uma Reação para sofrer metade do dano em PVs que seu Protegido sofreria antes de aplicar qualquer Redução de Dano ou Resistência a ele.

Caso o personagem possua o Estilo de Combate: Proteção e utilize uma Reação para conceder Desvantagem a um Oponente e ele atinja seu Protegido, você pode ativar a habilidade Defensor sem utilizar uma Reação.

Nível 7

Unidos Venceremos: Ao utilizar a habilidade Retomar o Fôlego, o seu Protegido recupera a mesma quantidade de PVs que recuperou, e ao utilizar a habilidade Surto de Ação, seu Protegido pode realizar um ataque com uma arma ou desarmado ou conjurar um Truque como uma Reação.

Nível 10

Ninguém Passará: O Guardião pode realizar um Ataque de Oportunidade a cada turno sem utilizar uma Reação.

Semper fidelis: O Guardião tem Vantagem em testes de resistência contra magias e efeitos que imponham a condição Dominado ou a condição Encantado.

Nível 15

Anjo da Guarda: Caso o seu Protegido seja reduzido por um ataque ou magia a 0 PVs e esteja a até 18 metros do personagem, seu personagem pode se deslocar até um quadrado adjacente ao Protegido e se tornar o alvo do ataque ou da magia que reduziu seu aliado a 0 PVs no lugar de seu Protegido. Essa habilidade é recuperada após um Descanso Longo ou sacrificando um uso da habilidade Indomável.


Nível 18

Antecipar Ataques: A ação de Ataque passa a gerar Ataque de Oportunidade quando realizada no seu Alcance.
« Última modificação: Setembro 18, 2015, 11:09:37 pm por Lúcio Quíncio Cincinato »

Re:[D&D Next] House-Rules
« Resposta #65 Online: Setembro 18, 2015, 10:37:11 pm »

Defensor: Ao início de seu turno, escolha um aliado como seu Protegido. Quando seu Protegido estiver a 1.5 metros de você e sofrer dano em PVs, você pode utilizar uma Reação para sofrer metade do dano em PVs que seu Protegido sofreria antes de aplicar qualquer Redução de Dano ou Resistência a ele.


Como isso interage com o Protection Fighting Style? Pela economia de ações, ele teria que usar um ou outro. O que pelo conceito de um "protetor", pode não fazer sentido. (Embora, sim, é possível fazer um protetor sem o Protection Fighting Style. A questão é ser auto-excludente de cara).

E é possível escolher qualquer aliado? Inclusive aqueles que não ouvem/vêem o personagem Guardião?

Nível 7

Unidos Venceremos: Ao utilizar a habilidade Retomar o Fôlego, o seu Protegido recupera a mesma quantidade de PVs que recuperou, e ao utilizar a habilidade Surto de Ação, seu Protegido pode realizar um ataque ou conjurar um Truque como uma Reação.


Qualquer ataque, incluindo magias de ataque (toque, por exemplo)? Mais uma questão de refinar o texto.

Nível 10

Ninguém Passará: O Guardião pode realizar um Ataque de Oportunidade a cada turno sem utilizar uma Reação.


Embora esteja longe de negar complexidade aos marciais, isso não complica demais as coisas? No sentido de ficar contando (e lembrando) os ataques e ver se encaixa no que a habilidade permite?


No geral, parece razoável. Talvez dar uma olhada no Knight (tanto da 3.X [Bulwark of Defense, Vigilant Defender] quanto do Essentials [Stances aka Defend the Line] para se inspirar. 

Agora, o seu texto tá pendendo bem pra quem usa mapa de batalha/grid ("1.5m", "quadrado adjacente"). É intencional ou passou batido?

Re:[D&D Next] House-Rules
« Resposta #66 Online: Setembro 18, 2015, 11:00:00 pm »
Citar
Como isso interage com o Protection Fighting Style? Pela economia de ações, ele teria que usar um ou outro. O que pelo conceito de um "protetor", pode não fazer sentido. (Embora, sim, é possível fazer um protetor sem o Protection Fighting Style. A questão é ser auto-excludente de cara).

Obrigado por me lembrar desse grande detalhe, eu tinha em mente a versão inspirocopiada de D&D 4e que eu uso para o Protection Fighting Style (vide primeiro post), havia esquecido que a versão normal do Next envolve o uso de uma Reação.

Citar
E é possível escolher qualquer aliado? Inclusive aqueles que não ouvem/vêem o personagem Guardião?

Eu recomendaria escolher especialmente esses aliados.  :)

Citar
Qualquer ataque, incluindo magias de ataque (toque, por exemplo)? Mais uma questão de refinar o texto.

Bem lembrado. Corrigido.

Citar
Embora esteja longe de negar complexidade aos marciais, isso não complica demais as coisas? No sentido de ficar contando (e lembrando) os ataques e ver se encaixa no que a habilidade permite?

Curiosamente, essa me parece a versão mais simples da habilidade. A original era "O personagem é capaz de utilizar uma Reação extra, desde que ela seja utilizada para um Ataque de Oportunidade", mas se existe algo que eu sou incrivelmente cauteloso é em habilidade que "Adicionam alguma Ação", porque sempre existem detalhes que podem permitir outras ações serem utilizadas junto.

Citar
Agora, o seu texto tá pendendo bem pra quem usa mapa de batalha/grid ("1.5m", "quadrado adjacente"). É intencional ou passou batido?

Intencional. Eu sou um grande entusiasta do uso de mapas de batalha e de como eles permitem visualizar muito bem um combate e suas opções - assim como tornam um combatente relativamente complexo mais manuseável.