Autor Tópico: [D&D] Eberron  (Lida 42709 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Re:[D&D] Eberron
« Resposta #90 Online: Maio 04, 2012, 10:00:51 pm »
Citar
Então é possível se associar a uma casa sem fazer parte da família? Essa era minha maior dúvida quanto as casas.

Sim. Você pode ser um médico associado a Casa Ghallanda ou um ferreiro associado a Casa Cannith se for de qualquer raça, basta ter treinamento na área e se unir a eles (muitas vezes, se unir á uma Casa não é exatamente opcional, lembre-se que eles tem monopólio legal em diversas áreas). Essa afiliação geralmente se dá a uma Guilda que é controlada por uma Casa, por exemplo, os Cannith (minha Casa favorita) tem a Tinkers Guild e a Fabricators Guild, na qual qualquer um pode se associar e crescer nessa Guildas.

Agora, para ser parte e aceito mesmo numa Casa, só por meio de casamento (e é muito bom você ser parte da raça associada a Marca, porque as Casas controlam muito bem sua linhagem) e serviços excepcionais prestados a eles. Por exemplo, em teoria qualquer Humano pode se unir á Casa Cannith, mas é difícil que ele porte o sobrenome da(s) família(s) - a menos que se case, e nesse caso seus filhos terão isso (embora se alguém for aceito ao ponto do casamento ocorrer, ele pode ser tratado, para todos os fins, como um Cannith). No caso de outras raças, isso é improvável, mas possível. E esqueça a união devido ao casamento, isso é quase motivo de excoriação (ou no mínimo ser muito mal visto na Casa).

Por isso eu fiz a comparação com a Máfia Siciliana. É fácil se associar a eles, mas ser parte é para poucos. Afinal, o sangue é mais espesso que a água.
« Última modificação: Maio 07, 2012, 04:15:55 pm por Dr. Faustus »

Re:[D&D] Eberron
« Resposta #91 Online: Maio 05, 2012, 01:30:13 am »
Sim. Você pode ser um médico associado a Casa Ghallanda ou um ferreiro associado a Casa Cannith se for de qualquer raça, basta ter treinamento na área e se unir a eles (muitas vezes, se unir á uma Casa não é exatamente oficial, lembre-se que eles te monopólio legal em diversas áreas). Essa afiliação geralmente se dá a uma Guilda que é controlada por uma Casa, por exemplo, os Cannith (minha Casa favorita) tem a Tinkers Guild e a Fabricators Guild, na qual qualquer um pode se associar e crescer nessa Guildas.

Ou como eles usam de exemplo, este monopólio é o motivo pelo qual todas as espadas longas do continente custam 10 po: Padronização do serviço. Você pod encontrar um ferreiro que não seja ligado a uma guilda de Cannith e que faça um preço menor, mas a qualidade do serviço dele não tem a garantia de qualidade que um ferreiro de cannith entrega.


Vendo meus mangás
"O problema da internet é que nenhuma frase é creditada corretamente."
-Dom Pedro I

Re:[D&D] Eberron
« Resposta #92 Online: Maio 07, 2012, 08:10:44 am »
Dissipando Mitos sobre a Chama Prateada

Esse é um artigo extra sobre outra crença bastante mau interpretada (como também é o Sangue de Vol) e até fácil de entender os motivos. Este texto é um "interlúdio" enquanto eu arrumo algumas ideias do que escrever no último artigo geral sobre Marcas e toca num tema que está no meu jogo no momento. Inicialmente descreverei no parágrafo abaixo diversos estereótipos que fãs do cenário tem sobre a Igreja – eu mesmo carreguei alguns deles por um bom tempo.

A Chama Prateada é uma religião militante e prosélita, monoteísta, muitas vezes vista como como um paralelo eberroniano com a Igreja Católica (vista por muitos como uma instituição anacrônica e corrupta) incluindo uma estrutura fortemente hierárquica e com uma Voz da Chama Prateada que remetem facilmente ao Papa e seu Conselho de Cardeais,na qual dois dos Cardeais que aparecem são malignos ou muito próximo disse (como Alto Cardeal Krozen e o Arcebisto Dariznu de Thaliost). Essa Igreja administra a nação de Thrane onde rege como um governo teocrático (algo que muitos de nós vemos naturalmente como algo problemático), existem menções a diversos sectos extremamente fanáticos e com postura xenofóbica ou racista (como a Chama Sussurrante e a Tocha Prateada) e para colocar uma cereja no bolo da imagem de “Grande Igreja Hipócrita”, ainda existiu a Purgação dos Licantropos, uma cruzada iniciada no passado não tão distante onde os Templários da Chama Prateada quase eliminaram de Khorvaire uma série de licantropos, iniciando um genocídio. Com uma descrição como essa, não é surpreendente que essa crença seja descrita como Leal e Boa e tenha uma alto número de seguidores?


Alto Cardeal Krozen, o Garoto-Propaganda da Igreja. Alguém deve ser urgentemente demitido no Departamento de Marketing se queriam passar a imagem de uma Igreja Justa e Bondosa.

Verdade seja dita, há alguma verdade nos trechos acima. Existe corrupção, fanatismo e desonestidade em meio aos sacerdotes e fiéis da Chama – mas essa corrupção é extremamente exagerada por fãs. A Igreja da Chama Prateada não é mais ou menos corrupta do que a crença nos Soberanos ou do que a Corte Imortal.


Por outro lado, eis uma ótima analogia para a Chama Prateada.

Outra verdade é que a Chama é tanto proselitista quanto militante – mas é de longe, um dos maiores poderes dedicados á promoção da bondade e justiça do cenário.A ideia mais importante e sacrossanta da Chama é a proteção dos inocentes contra o mal sobrenatural. Lembre-se que esse é um mundo onde vampiros existem, onde os Lordes do Pó conspiram desde longos milênios milênios para trazer de volta suas Potestades e Bruxas roubam crianças de seus pais.

Não é uma questão de ponto de vista, o mal sobrenatural existe e é disseminado. Fiéis da Chama Prateada lutam dia e noite contra isso – tanto quanto o mal que cria tais monstros quanto o mal que se esconde no coração de cada homem e mulher. É devido a essa rara dedicação de seus agentes durante a história das Cinco Nações que mesmo depois dos Cardeais assumiram o poder de Thrane, os Templários e Frades da Chama são bem vistos pelo cidadão comum em Breland ou mesmo Karrnath.

Ligado á proteção contra o mal sobrenatural, acompanha a visão que a Cruzada Prateada foi uma luta genocida contra pobres licantropos – e nada poderia ser mais distante da verdade. Em Eberron, existem nada menos que 13 luas e pessoas que se transformam em licantropos mudam seu alinhamento rapidamente maligno. Conseguem imaginar o inferno que é ter 13 chances a mais do que em um “Cenário de Fantasia Genérico” de um Homem-Javali ensandecido invadindo a sua fazenda durante a Lua Cheia? Lembrem-se que essas criaturas são muito mais fortes que um Templário da Chama Prateada e que esse é um mundo onde um Paladino de nível 4 é uma cena rara.


Claro, os Homens-Javalis são inocentes e indefesos! O quê, eles tem bônus brutais em atributos e tendência a matar e destruir? Vou fingir que não vi isso.

Mais raro do que o trecho acima, há quem acredite que Chama é uma crença monoteísta, intolerante a outras divindades e crenças (talvez tirada do paralelo com a Igreja Católica, porque isso está muito distante do que é descrito nos livros). A ideia de que a própria Chama é uma divindade é absurda – a Chama é o conjunto de almas de diversas criaturas que lutam para a purificação de todo o Mundo, desde os Coatls que se sacrificaram para aprisionar as Potestades quanto o fazendeiro que morreu para defender sua família de bandidos. A Chama é uma força  do altruísmo e sacrifício. Ela inspira seus crentes em direção a um futuro melhor – não clama nem ter criado o Mundo nem ser a única força divina ativa. Um detalhe bem importante é que a primeira humana (em Khorvaire ao menos) a canalizar a Chama Prateada foi Tira Miron, uma paladina de Dol-Arrah. Claro, isso não que dizer que não haja intolerância em meio aos fiéis da Chama - mas isso é algo restrito a minorias vocais, e a maioria delas nem ficam em Thrane, onde a Igreja governa a nação, mas sim em Aundair (e porque são maioria ali? Por agradecimento aos Cruzados que livraram a região de licantropos).

A questão da Chama Prateada e Thrane é bem mais complicada. Dos aspectos da fé mais aceitos da Chama pela maioria dos fieis (estou excluindo aqui grupos como a Tocha Prateada ou os Monarquistas), nenhum deles implica que a Igreja deve governar ou assumir tarefas administrativas sobre seus fieis - como já coloquei antes, a tarefa mais importante do seguidor é a proteção dos inocentes contra o mal sobrenatural (eu estou repetindo isso porque é algo muito importante). Os argumentos favoráveis á teocracia em são: Quem seria melhor do que alguém aclamado pela própria Chama para manter uma nação em um caminho justo e bom? Porque não usar os recursos do Estado para expandir a causa da Chama? Não estava Thrane em um momento sombrio quanto a Igreja assumiu? Por outro lado, diversos fiéis defendem que esse caminho é perigoso, pois a política é sempre um assunto sujo, que vai marcar mesmo a alma do mais nobre Sacerdote, ou que há o perigo da administração e manutenção do Estado consumirem mais tempo do que a proteção dos fieis, a ajuda aos pobres e necessitados e a meditação sobre os aspectos mais nobres ou mais sombrios da Alma. As consequências gerais dessa discussão é que poucos seguidores da Chama achariam errado um fiel lutar ao lado de Breland ou Aundair na Última Guerra, pois a Guerra é um assunto político - contudo, mesmo fieis que estejam de lados opostos na Guerra deveriam se unir urgentemente se um demônio ou rakshasa aparecer no campo de batalha.

Sintetizando o que escrevi, embora Eberron seja um cenário cinzento onde toda crença e instituição religiosa tem suas virtudes e defeitos, heróis e vilões, a Chama Prateada pode (e tem sido usada) como uma boa fonte de vilões e antagonistas. Mas isso não deve ofuscar de maneira alguma o fato que em geral, a Igreja é uma organização justa, dedicada e nobre, lutando contra ameaças muito maiores do que ela própria armada apenas com coragem, dedicação e a certeza que mesmo após a morte, não é um Paraíso que espera ao fiel - mas sim a união com a própria Chama Prateada, numa eternidade de sacrifício por um mundo iluminado.


Sério, eles são caras legais. Dê uma chance a eles.
« Última modificação: Fevereiro 12, 2015, 02:18:36 am por Khalid al-Walid »

Offline Arcane

  • Power Beard
  • [Organização dos PbFs]
  • Fidalgo Burguês Aldeão e Bot
    • Ver perfil
Re:[D&D] Eberron
« Resposta #93 Online: Maio 07, 2012, 08:22:04 am »
A "chama prateada", em si, pode ser vista como uma entidade ou algo similar? Pergunto mais por conta de DDO (que não sei se desvirtuou a coisa) que em uma quest vc pode tocar e falar com a chama.
« Última modificação: Maio 07, 2012, 09:26:17 am por Arcane »
Somos todos bots!

Re:[D&D] Eberron
« Resposta #94 Online: Maio 07, 2012, 08:31:10 am »
Citar
A "chama prateada" em si, pode ser visto como uma entidade ou algo similar? Pergunto mais por conta de DDO (que não sei se desvirtuou a coisa) que em uma quest vc pode tocar e falar com a chama.

Essa é uma boa pergunta. Citando o Keith Baker (o que ele escreve no site não é necessariamente oficial, mas eu sempre tomo como no mínimo, um ótimo guia):

Divine forces are with us all, but are not perfectly omniscient. They respond to the faith of the cleric, but are not aware of each and every action taken. This is the base belief of the Silver Flame, which has never been described as a sentient, anthropomorphic force; rather, it is a pool of divine energy that empowers those who fight evil...
The Silver Flame: This is a divine power source originally created from the combined souls of the couatl. Followers of the Flame maintain that when they die, their souls pass through Dolurrh and strengthen the Flame.


Eu gosto de pensar na Chama como uma Legião, pois são muitos e um só. Embora não seja uma entidade por si só, eles podem se comunicar em uníssono através de uma canalizadora mortal pura e decente como a Voz da Chama Prateada (que é hoje Jaela Daran, que tem uns 11 anos. Esse é o motivo dela ser apelidada de LoliPope).

Offline Arcane

  • Power Beard
  • [Organização dos PbFs]
  • Fidalgo Burguês Aldeão e Bot
    • Ver perfil
Re:[D&D] Eberron
« Resposta #95 Online: Maio 07, 2012, 09:55:51 am »
Fale mais da Chama (religião) e de sua relação com a Sovereign Host. Ambas parecem ser "boazinhas", mas com um toque de rivalidade bastante hostil.
Somos todos bots!

Offline Malena Mordekai

  • Malena Mordekai Transphinx
  • everytime i close my eyes wake up feeling so h
    • Ver perfil
Re:[D&D] Eberron
« Resposta #96 Online: Maio 07, 2012, 10:15:15 am »
A ironia é que no cenário padrão atual de D&D (Points of LIght) e isto se reflete nas fichas delas, as COATL são Unaligned e totalmente vaidosas, interesseiras e com uma sociedade que PARECE boa mas baseia-se em status e fama, muitas vezes manipulando grandes heróis.
Apesar do nome mesoamericano, essa sociedade parece com uma burocracia chinesa... até nos nomes dos NPCs...
(Vejam Monster Manual 3 e The Plane Above: Secrets of the Astral Sea)

[Acho tb engraçado causar dano simultâneo de veneno e luz]

As Coatl de Eberron ainda existem ou foram todas martirizadas no princípio dos tempos, Elfo?
« Última modificação: Maio 07, 2012, 10:17:49 am por publicano »
DEVORAR PARA DECIFRAR
DEVOUR TO DECIPHER

https://www.furaffinity.net/user/transphinx/

interesses rpgísticos atuais: FATE, DnD 5e, GUMSHOE System, DnD 4e, Storytelling System (CoD), Powered by the Apocalypse, UNSAFE

Re:[D&D] Eberron
« Resposta #97 Online: Maio 07, 2012, 10:54:54 am »
Citar
Fale mais da Chama (religião) e de sua relação com a Sovereign Host. Ambas parecem ser "boazinhas", mas com um toque de rivalidade bastante hostil.

Pode ser resumida assim: Os seguidores da Hoste vêem a Chama como um aspecto menor de Dol Arrah (os seguidores da Hoste costumam a enxergar todas as outras crenças como aspectos de um dos seus deuses) e os seguidores da Chama vêem a Hoste como aqueles responsáveis pelo Mundo como está, ou seja, fizeram um bom trabalho, mas está na hora de alguém mais competente cuidar das pessoas. Ambos lados tem um profundo respeito por Tira Miron e seu sacrifício. Na melhor das situações, os dois lados trabalham bem juntos, embora um vá incomodar o outro. Na pior delas, ambos se irritarão e ficarão distantes entre si.

Pense neles mais ou menos como Católicos e Espíritas.

Citar
As Coatl de Eberron ainda existem ou foram todas martirizadas no princípio dos tempos, Elfo?

Existem em um número muito reduzido, segundo o Eberron: CS. A maioria deles é formada por guardiões de locais de aprisionamento de Rajahs, protetores da Chama Prateada e teorizo, alguns que simplesmente fugiram do conflito e hoje tentam viver em paz distante dos Dragões e Rajahs.

Citar
A ironia é que no cenário padrão atual de D&D (Points of LIght) e isto se reflete nas fichas delas, as COATL são Unaligned e totalmente vaidosas, interesseiras e com uma sociedade que PARECE boa mas baseia-se em status e fama, muitas vezes manipulando grandes heróis.
Apesar do nome mesoamericano, essa sociedade parece com uma burocracia chinesa... até nos nomes dos NPCs...
(Vejam Monster Manual 3 e The Plane Above: Secrets of the Astral Sea)

Em Eberron, eles devem ser o único grupo de criaturas inegavelmente bondoso, juntos talvez com os Imortais de Aeranal.
« Última modificação: Maio 07, 2012, 11:02:38 am por Dr. Faustus »

Re:[D&D] Eberron
« Resposta #98 Online: Maio 07, 2012, 11:05:10 am »
Elfo, você pretende escrever sobre a tecnomagia, como ela surgiu, como funciona e etc ?
War never changes

Re:[D&D] Eberron
« Resposta #99 Online: Maio 07, 2012, 11:08:28 am »
A "chama prateada", em si, pode ser vista como uma entidade ou algo similar? Pergunto mais por conta de DDO (que não sei se desvirtuou a coisa) que em uma quest vc pode tocar e falar com a chama.

Nitpicking, mas o que prendeu a Spinner of Shadows não é a chama em si, é uma "ward" consciente que canaliza o poder da chama.


Vendo meus mangás
"O problema da internet é que nenhuma frase é creditada corretamente."
-Dom Pedro I

Offline Skar

  • Hail!!! O Tubarão
    • Ver perfil
Re:[D&D] Eberron
« Resposta #100 Online: Maio 07, 2012, 06:22:17 pm »
Texto legal elfo.

Só um adendo no genocidio que o Elfo esqueceu de mencionar. Além das 12 luas, a 13 tinha sido bicada pelos gigantes não?. Tem que se levar em consideração que a licantropia é uma doença infecciosa em Eberron, vc é mordido, ou ferido, por licantropo e bem meu caro se f¨&%$. Vai virar um na próxima lua cheia.

Os templários da Chama ajudaram a diminuir o número de bestas assassinas que podiam acabar convertendo todo o continente para sua maldição .
The essentials for a productive discussion:
•    Tact: Be friendly, helpful, and cooperative.
••    Candor: Be frank and sincere.
•••    Intelligence: Think before you speak.
••••    Goodwill: Reasonable people can disagree.
•••••   Reception: Listen to what others are saying, not to what you think they're saying.

Re:[D&D] Eberron
« Resposta #101 Online: Maio 07, 2012, 07:17:39 pm »
Mais do que isto, Skar. Quando o Keeper instaurou a inquisição atrás dos licantropos, eles estavam crescendo em um ritmo muito mais rápido porque, por algum motivo, os licantropos infectados começaram a transmitir a licantropia, enquanto até lá, apenas os licantropos naturais a transmitiam. O Expurgo foi um ato drástico e que teve várias consequências graves, mas pouca gente (tanto jogadores quanto NPCs) se lembra que na época, o risco de contaminação global era enorme.


Vendo meus mangás
"O problema da internet é que nenhuma frase é creditada corretamente."
-Dom Pedro I

Offline Malena Mordekai

  • Malena Mordekai Transphinx
  • everytime i close my eyes wake up feeling so h
    • Ver perfil
Re:[D&D] Eberron
« Resposta #102 Online: Maio 07, 2012, 07:30:25 pm »
Creio que um dos motivos pra isso ser mal-visto em retrospecto é que junto com licantropos genuínos pereceram vários ferais.
DEVORAR PARA DECIFRAR
DEVOUR TO DECIPHER

https://www.furaffinity.net/user/transphinx/

interesses rpgísticos atuais: FATE, DnD 5e, GUMSHOE System, DnD 4e, Storytelling System (CoD), Powered by the Apocalypse, UNSAFE

Re:[D&D] Eberron
« Resposta #103 Online: Maio 07, 2012, 08:40:12 pm »
Citar
Além das 12 luas, a 13 tinha sido bicada pelos gigantes não?

Sim, esse tipo de distribuição (13 luas originais, uma distanciada) é algo muito comum e recorrente em Eberron. E sabe como se chama isso? Baker´ Dozen.

Citar
Elfo, você pretende escrever sobre a tecnomagia, como ela surgiu, como funciona e etc ?

Posso escrever sim, mas não sei se é mesmo necessário.

Offline Malena Mordekai

  • Malena Mordekai Transphinx
  • everytime i close my eyes wake up feeling so h
    • Ver perfil
Re:[D&D] Eberron
« Resposta #104 Online: Maio 07, 2012, 09:05:22 pm »
UAHHAHAH BAKER... as in "Keith Baker", o criador do cenário?
Delicioso. Nunca tinha pensado nisso
DEVORAR PARA DECIFRAR
DEVOUR TO DECIPHER

https://www.furaffinity.net/user/transphinx/

interesses rpgísticos atuais: FATE, DnD 5e, GUMSHOE System, DnD 4e, Storytelling System (CoD), Powered by the Apocalypse, UNSAFE