Autor Tópico: [D&D] Eberron  (Lida 42713 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Re:[D&D] Eberron
« Resposta #60 Online: Abril 17, 2012, 04:50:16 pm »
Eu já pensei várias vezes em começar a traduzir o Grand History of Eberron. Mas sempre me pareceu algo grande demais pra fazer sozinho.


Vendo meus mangás
"O problema da internet é que nenhuma frase é creditada corretamente."
-Dom Pedro I

Offline Rain

  • “Nada é verdade, tudo é permitido”.
    • Ver perfil
Re:[D&D] Eberron
« Resposta #61 Online: Abril 18, 2012, 03:39:22 am »
Eu já pensei várias vezes em começar a traduzir o Grand History of Eberron. Mas sempre me pareceu algo grande demais pra fazer sozinho.

Eu poderia ajudar, mais sem compromisso de tempo para a entrega das traduções
A Faculdade ta consumindo muito tempo ultimamente, não posso me comprometer XD
"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância."
"Existe apenas um bem, o saber, e apenas um mal, a ignorância."

                                                        Sócrates

Offline Malena Mordekai

  • Malena Mordekai Transphinx
  • everytime i close my eyes wake up feeling so h
    • Ver perfil
Re:[D&D] Eberron
« Resposta #62 Online: Abril 18, 2012, 07:10:09 am »
Quem sabe no futuro.
DEVORAR PARA DECIFRAR
DEVOUR TO DECIPHER

https://www.furaffinity.net/user/transphinx/

interesses rpgísticos atuais: FATE, DnD 5e, GUMSHOE System, DnD 4e, Storytelling System (CoD), Powered by the Apocalypse, UNSAFE

Re:[D&D] Eberron
« Resposta #63 Online: Abril 25, 2012, 10:20:25 pm »
Marcas Dracônicas, Casas Marcadas, Fragmentos Dracônicos, Profecia Dracônica e... Oh My!

As Marcas Dracônicas (Dragonmarks) são um dos traços mais distintos do cenário e também um fonte de mistérios. O que são elas? Qual sua origem? Porque poucas linhagens possuem elas? A maioria das respostas para isso são parciais, mas mostram um quadro interessante.

Antes de tudo, o que é uma Marca? Basicamente, é uma tatuagem mágica (que não ressoa a nenhum tipo específico de magia) que geralmente aparece pela primeira vez em situações de stress e necessidade. Uma vez que tal símbolo aparece, o usuário manifesta uma série de poderes mágicos menores. (sejam habilidades similares a magia, como era na 3e, sejam rituais, como na 4e) . Salvo as Marcas de Siberys, as Marcas tendem a se manifestar de forma gradativa de poder, desde a Marca Mínima (Least Dragonmark) até a Marca Maior (Greater Dragonmark). Até onde se sabe, uma pessoa só pode manifestar um tipo de Marca consigo, então é impossível alguém possuir uma Marca da Tempestade e uma Marca de Siberys (por exemplo)


Uma progressão de uma Marca Aberrante. Conforme o poder de uma Marca cresce, maior é a tatuagem.

Como elas apareceram? É um mistério do cenário. Acredita-se que seu surgimento é ligado a algum movimento na Profecia Dracônica (talvez as próprias Marcas sejam sinais da Profecia gravados na pele e carne mortal), mas mesmo os Dragões tem grandes dúvidas sobre as Marcas e o que elas significam. De alguma forma, elas são ligadas ao continente de Khorvaire (o continente principal do cenário). É um mistério do cenário, mas somente nesse continente (e na ilha de Aeranal, que é bem próxima de Khorvaire) as marcas se manifestaram em certas raças.

O que se tem certeza é que no momento presente do cenário as Marcas são ligadas a certas linhagens familiares dentro de algumas raças, sendo geralmente hereditárias (mas diversas exceções a isso existem) e manifestam poderes ligados a um tema (Viagem, Artifice, Tempestade). Contudo, ao menos uma das Marcas (Mark of Finding, da Casa Tharashk) se manifesta em duas raças diferentes (Meio-Orcs e Humanos).


Uma Elfa manifestando a Marca das Sombras. Possivelmente pertencente á Casa Thuranni

A parte das restrições da maioria das Marcas, as Marcas Aberrantes (Aberrant Dragonmarks) podem ocorrer em qualquer indivíduo de qualquer raça, mas seus poderes ligados a emoções extremas e destruição fazem que seus possuidores tenham que escondê-las e se esconder em meios sombrios de Khorvaire, já que as Casas Marcadas (Dragonmarked Houses) costumam a perseguir esses indivíduos.

Além das marcas “normais” (possuídas pelas Casas Marcadas), existem dois casos especiais de Marcas: As Marcas de Siberys, que são dotadas de poderes excepcionais e imensos,e aparecem de forma errática nas linhagens da Casas - e nunca aparecem em alguém que já tenha uma Marca. Junto com as Marcas de Siberys, existem as já mencionadas Marcas Aberrantes, cujos possuidores são chamados de “Crias de Khyber” (Children of Khyber). Isso dá uma forte sugestão que as Marcas são ligadas aos 3 Dragões: As Marcas normais são ligadas a Eberron, as Marcas de Siberys são ligadas à Siberys (duh!) e as Marcas Aberrantes são ligadas à Khyber.


Um Herdeiro de Siberys - o tipo de Marca mais poderoso e imprevisível do cenário. Note que a Marca ocupa quase todo o corpo, em um padrão que lembra as escamas de um Dragão. Acaso?

Bom, isso finaliza de forma genérica sobre as Marcas do Cenário. No próximo post, falarei sobre as Marcas de Eberron e as Casas Dracônicas.
« Última modificação: Abril 25, 2012, 10:59:47 pm por Dr. Faustus »

Offline Malena Mordekai

  • Malena Mordekai Transphinx
  • everytime i close my eyes wake up feeling so h
    • Ver perfil
Re:[D&D] Eberron
« Resposta #64 Online: Abril 25, 2012, 10:51:26 pm »
Engraçado que as raças 'padrão' em quem ocorrem as marcas são as raças do Livro do Jogador 3.5, enquanto justamente as 3 raças apresentadas no livro de Eberron (e com mais detalhes em Races of Eberron: warforged, changeling e shifter) nunca mostram (mostravam) marcas dracônicas.
DEVORAR PARA DECIFRAR
DEVOUR TO DECIPHER

https://www.furaffinity.net/user/transphinx/

interesses rpgísticos atuais: FATE, DnD 5e, GUMSHOE System, DnD 4e, Storytelling System (CoD), Powered by the Apocalypse, UNSAFE

Re:[D&D] Eberron
« Resposta #65 Online: Abril 25, 2012, 10:53:08 pm »
Esqueceste dos kalashtar, publicano, mas o ponto foi dado XD

Re:[D&D] Eberron
« Resposta #66 Online: Abril 25, 2012, 10:55:50 pm »
Citar
Engraçado que as raças 'padrão' em quem ocorrem as marcas são as raças do Livro do Jogador 3.5, enquanto justamente as 3 raças apresentadas no livro de Eberron (e com mais detalhes em Races of Eberron: warforged, changeling e shifter) nunca mostram (mostravam) marcas dracônicas.

Para isso existem as Marcas Aberrantes. :b

Offline Rain

  • “Nada é verdade, tudo é permitido”.
    • Ver perfil
Re:[D&D] Eberron
« Resposta #67 Online: Abril 25, 2012, 11:33:50 pm »
Apesar de que na 4ª edição, eles deixaram meio que em aberto
Com um bom BG, tu pode até ser uma Forjado Bélico com uma marca

Pessoalmente eu não gosto desta ideia, e não permitiria, mais têm gente que gosta.
"Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância."
"Existe apenas um bem, o saber, e apenas um mal, a ignorância."

                                                        Sócrates

Offline Malena Mordekai

  • Malena Mordekai Transphinx
  • everytime i close my eyes wake up feeling so h
    • Ver perfil
Re:[D&D] Eberron
« Resposta #68 Online: Abril 25, 2012, 11:53:44 pm »
Minha campanha de só warforgeds, Legado de Aço, incluía um plot do surgimento futuro de uma Mark of Becoming, ligada aos forged e ao Becoming God.

Dei esse exemplo pq eu só aceito quando há possibilidades de história. Colocar apenas pelos bônus, de jeito nenhum.

E ao deixar em aberto significa remover pré-requisitos raciais, mas o livro ainda deixa claro que a esmagadora maioria dos que têm a Marca Fulana são da Raça Sicrana, e desses uma maioria faz parte das famílias associadas a uma Casa Marcada.

Eu também usava que as Casas perseguiam gente com suas marcas e que não forem da família, que dirá de outras raças... no meu grupo havia um warforged com a Mark of Making, lógico que os Cannith não gostavam disso.
DEVORAR PARA DECIFRAR
DEVOUR TO DECIPHER

https://www.furaffinity.net/user/transphinx/

interesses rpgísticos atuais: FATE, DnD 5e, GUMSHOE System, DnD 4e, Storytelling System (CoD), Powered by the Apocalypse, UNSAFE

Re:[D&D] Eberron
« Resposta #69 Online: Maio 03, 2012, 06:40:12 pm »
As Casas Marcadas pelo Dragão e as Marcas do Dragão

Já falei do poder por trás das Casas Marcadas pelo Dragão, que é a presença das Marcas, hora de falar um pouco tanto das Casas quanto o que as torna marcantes (haha). Se você não leu meu texto anterior, insisto que leia.

Como coloquei antes, as Marcas de Eberron  apresentam um certo componente hereditário (não se sabe se isso vale ou não para as Marcas de Siberys e de Khyber) e isso permitiu o estabelecimento, através de casamentos selecionados e de um bom período de tempo, de dinastias familiares que nascem e manifestam as Marcas. Cada Marca manifesta uma série de  poderes mágicos ligados a um “tema” (Tempestade, Criação, Cura, Transporte, mas o motivo disso acontecer é tão desconhecidos quanto a origem das próprias Marcas) e a presença desses poderes deram a tais linhagens tanto habilidades mágicas constantes e confiáveis como uma certa propensão ao estudo e prática da magia arcana. As Marcas foram surgindo aos poucos entre os anos 2200 e 1000 antes de Galifar (3 milênios antes do momento atual do cenário) entre diversos grupos raciais e regiões de Khorvaire e foram se estabilizando e entrando em contatos umas com as outras, geralmente por intermédio ds gnomos que formariam a Casa Sivis. Nesse período, elas não formavam ainda as "Megacorporações" que viriam a se tornar, mas eram basicamente dinastias familiares.


Big Business, Big Attitude. Uma síntese perfeita de como agem as Casas.

Ao contrário do seu “Cenário de Fantasia Genérico”, aqueles dotados de poderes vindo das Marcas do Dragão não se isolaram do mundo e fizeram grandes feitos mágicos apenas para seu usufruto e ninguém mais – eles passaram a usar os poderes vindos de suas Marcas em conjunto com seu conhecimento de atividades práticas para não só expandir tais ofícios como também para refinar e aperfeiçoar a prática da magia arcana. Essa vantagem inata que aqueles com Marcas possuem permitiram, ao longo do tempo, transformar as dinastias familiares de Marcados em grandes conjuntos de empresas, estabelecimento comerciais e serviços. Aqui aquelas Dinastias passam a se transformar nas Casas Marcadas pelo Dragão - aos interessados por datas, isso foi no Ano I de Galifar.

Uma boa forma de entender o que é uma Casa Marcada pelo Dragão é pensar numa mistura de uma Corporação de Ofícios Renascentista, com a Máfia Siciliana e algumas doses de “Colégios Mágicos” de cenários fantásticos. Como uma Corporação de Ofícios, você tem um grande número de pessoas (a maioria dos afiliados, que não precisam ser da mesma raça e possuir Marcas)  que praticam uma mesma atividade reunidos para trocar segredos, técnicas e formar redes de proteção mútuas. Como uma Máfia, você tem um núcleo que controla as Casas formado por uma série de famílias unidas por casamentos arranjados e pelo fato de manifestarem as Marcas, onde está a liderança das Casas. E como num Colégio Mágico, você tem grupos de pessoas que manifestam as Marcas interessados em entender como elas funcionam, como expandir seu poder mágico e como compreender de forma geral como usar a magia para os mais diversos fins.


Uma adorável reunião de Marcados. Como podem notar, expressar as Marcas é um símbolo de orgulho para os que possuem-nas. O Forjado na imagem não tem Marca alguma, deve ser o segurança de um Cannith.

As Casas Marcadas não vivem isoladas, elas interagem entre si num misto de forte rivalidade e pesada cooperação. Essa cooperação permitiu desde cedo que aqueles Marcados pudessem reprimir e combater os que possuem as Marcas Aberrantes na “Guerra das Marcas” (War of the Marks), que estabeleceu o predomínio das Casas Marcadas em Khorvaire e marcou um forte declínio das Marcas Aberrantes (ver o texto anterior). Ao mesmo tempo, essa cooperação também formou o Doze (Twelve), uma instituição acadêmica que estuda os poderes das Marcas e foi a responsável por diversas criações conjuntas das Casas, como os Navios Alados (Airships) e as Raiovias (Lightning Rail).


Um herdeiro da Casa Lyrandar e seu Navio Alado ao fundo. Os Navios Alados foram fruto da colaboração entre duas Casas e os métodos de aprisionamento de Elementais praticados por Gnomos.

Como já devem ter notado, as Casas possuem um poderio mágico, comercial e político bastante forte, mas seu domínio em Khorvaire é limitado pelos “Editos de Korth”, criados por Galifar (o fundador da nação de Galifar, que durou quase 1 milênio e terminou com o estabelecimento das Cinco Nações depois da Última Guerra) tanto para beneficiar as Casas (elas tem o monopólio teórico de diversos ramos da economia, as sedes das Casas são territórios neutros que não fazem parte de nação alguma e seguem suas próprias leis) quanto para manter um certo controle (Não se pode ser um Nobre e membro de uma Casa ao mesmo tempo). Contudo, a recente queda de Galifar fez com que os Editos de Korth não sejam mais tão respeitados como antes, porque nenhuma nação sobrevivente tem poder para garantir seu cumprimento, embora em teoria tais Leis ainda são válidas.


Mas tente dizer isso aos Cannith. Ao que parece, ninguém tem colhões de lembrar a eles que o Tratado de Thronehold e os Editos de Korth devem ser seguidos

Bom, o texto ficou mais extenso do que planejava e eu ainda nem toquei no grosso da História das Casas e nas próprias Casas. Aceito sugestões do que fazer para o próximo texto, penso em talvez fazer textos sobre uma ou duas Casas ao mesmo tempo ou faço mais um, terminando sobre as Casas, a Guerra da Marca, o surgimento delas e a Última Guerra?
« Última modificação: Março 15, 2014, 02:53:39 pm por Heilel »

Offline Malena Mordekai

  • Malena Mordekai Transphinx
  • everytime i close my eyes wake up feeling so h
    • Ver perfil
Re:[D&D] Eberron
« Resposta #70 Online: Maio 03, 2012, 07:14:59 pm »
Faz um terminando sobre as Casas!

E aí passa pra outro assunto e DEPOIS podia ter artigos falando de casas individuais.

*tá bem legal tudo...
O que é essa coisa Cannith esverdeada foguete com uma carinha desenhada e chifres?
DEVORAR PARA DECIFRAR
DEVOUR TO DECIPHER

https://www.furaffinity.net/user/transphinx/

interesses rpgísticos atuais: FATE, DnD 5e, GUMSHOE System, DnD 4e, Storytelling System (CoD), Powered by the Apocalypse, UNSAFE

Offline Heitor

  • Demagogo
    • Ver perfil
Re:[D&D] Eberron
« Resposta #71 Online: Maio 03, 2012, 07:16:39 pm »
Cara, isto me deixou com uma forte sensação de cyberpunk. Ou melhor, será que é isso que chamam de fantasypunk?

Re:[D&D] Eberron
« Resposta #72 Online: Maio 03, 2012, 07:26:13 pm »
Citar
O que é essa coisa Cannith esverdeada foguete com uma carinha desenhada e chifres?

Uma Creation Forge e um Workshop. Os lugares onde a Casa Cannith cria seus aparatos tecnomágicos, faz pesquisas secretas e cria Forjados (no sentido restrito, só Creation Forges servem para fazer Forjados - tem uma imagem dela no post sobre Forjados).Em teoria, todas Creation Forges foram fechadas devido ao Tratado de Thronehold que proíbe a criação de novos Forjados, mas tanto em Sharn quanto nas Mournlands (essas sob controle do Lord of Blades) alguns Forjados ainda são criados em sigilo. O Górgon no topo da construção aparece porque é o símbolo da Casa.

Outra imagem, agora do Dragonmarked (isso é um Workshop):



Citar
Cara, isto me deixou com uma forte sensação de cyberpunk. Ou melhor, será que é isso que chamam de fantasypunk?

A intenção é soar uma mistura de ambos. No caso específico da Casa Cannith, eles são muito próximos do Cyberpunk. Exemplo-mor disso são os Renegade Mastermakers, um grupo de membros da Casa que se transformam aos poucos em um misto de Forjados com Humanos. Exemplo deles aqui (imagem meio grande e não quero sobrecarregar a página).
« Última modificação: Maio 03, 2012, 07:39:05 pm por Dr. Faustus »

Re:[D&D] Eberron
« Resposta #73 Online: Maio 04, 2012, 12:05:24 am »
Bom, isso aqui é um post duplo, mas é de algo que me interessa:

Eu estou adotando como tradução para Dragonmarked Houses a expressão Casas Marcadas pelo Dragão. Reconheço que é longo e deselegante, mas até onde eu saiba do cenário, a crença é que as Marcas (Normais) foram recebidas/enviadas pelo Dragão Eberron, um dos Progenitores. É bem possível que eu esteja errado ou enganado, mas até que eu veja alguma indicação que essa não seja uma boa tradução (no sentido de infiel ao cenário), adotá-la-ei. "Mark" também pode receber outras traduções, mas eu prefiro manter a similaridade sonora com o inglês.

Re:[D&D] Eberron
« Resposta #74 Online: Maio 04, 2012, 07:12:31 am »
Elfo, não me lembro onde mas já vi usarem "Casas Dracomarcadas".

Achei ruim, mas pelo menos é menor...