Autor Tópico: Design: perícias como grupos  (Lida 5159 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline z é d u a r d o

  • não dorme, não sonha.
    • Ver perfil
Re:Design: perícias como grupos
« Resposta #30 Online: Fevereiro 05, 2013, 11:54:20 am »
Citar
E se vc pensar pela raiz grega do termo - algo como "competidor em exercícios físicos", não tem tanta variação.
É justamente o "competidor" ali no meio que causa esse efeito negativo em mim :(
Mas eu pelo menos não consigo pensar em palavra melhor, então o jeito é se acostumar.
Aliás, bem lembrado: eu escolhi "Estudioso" em vez de "Acadêmico" porque a atividade acadêmica vai além da mera dedicação a um campo do conhecimento: pressupõe troca (e competição também, por quê não?) entre os pares e mais uma gama de relações.

Offline Madrüga

  • [Coordenação]
    • Ver perfil
Re:Design: perícias como grupos
« Resposta #31 Online: Fevereiro 05, 2013, 02:28:09 pm »
Iuri, você chegou a ver meu link? A ideia lá é ter habilidades relacionadas às perícias, mas com o mínimo de texto possível, pra não ficar com cara de "subsistema complicado".

Quanto ao termo "atleta", é complicado. Porque, fora isso, tem o quê? Esportista? Proezas físicas? É duro não pensar num "jock" com o nome atual, mas estou aberto a (e ansioso por) um nome melhor.

:seta: Atleta: saltar, correr, escalar, nadar, equilibrar-se; resistência a longos períodos de atividade física sem descanso.
:seta: Sociável: falar bem, mentir, etiqueta, diplomacia, intimidação sutil, conseguir informações.
:seta: Estudioso: conhecimentos obtidos através de estudo, como literatura, história, heráldica, religião, arcanismo, rituais, mitologias, etc.
:seta: Ladino: atividades ilícitas (bater carteiras, abrir fechaduras, ocultar objetos, falsificar escrita ou documentos); uso de cordas, equilibrar-se em telhados, infiltração, mover-se em silêncio.
:seta: Perceptivo: consciência do ambiente ao redor, notar mudanças e movimento, intuição; avaliação de valores, planos, etc.
:seta: Sobrevivente: intimidade com áreas selvagens; rastrear, prever o clima, métodos para obter água e comida, amarrar cordas, primeiros-socorros, identificar fauna e flora.

Zé, a ideia de separar o arcanismo é justamente por causa da magia ser algo mais inacessível (bem como os planos, etc). Um sábio comum não estudaria isso. E a religião ser separada é por causa de magia divina, espíritos, mundo espiritual, mortos-vivos...
"If there are ten thousand medieval peasants who create vampires by believing them real, there may be one -- probably a child -- who will imagine the stake necessary to kill it. But a stake is only stupid wood; the mind is the mallet which drives it home."
-- Stephen King, It (p. 916)


Offline z é d u a r d o

  • não dorme, não sonha.
    • Ver perfil
Re:Design: perícias como grupos
« Resposta #32 Online: Fevereiro 05, 2013, 03:40:14 pm »
Que tal Arcanista e Espiritualista?

Offline Madrüga

  • [Coordenação]
    • Ver perfil
Re:Design: perícias como grupos
« Resposta #33 Online: Fevereiro 05, 2013, 03:55:34 pm »
Eu curto.
"If there are ten thousand medieval peasants who create vampires by believing them real, there may be one -- probably a child -- who will imagine the stake necessary to kill it. But a stake is only stupid wood; the mind is the mallet which drives it home."
-- Stephen King, It (p. 916)


Offline z é d u a r d o

  • não dorme, não sonha.
    • Ver perfil
Re:Design: perícias como grupos
« Resposta #34 Online: Fevereiro 05, 2013, 03:58:43 pm »
Eu ia editar minha última mensagem, mas aqui vai minha sugestão pro rol de Perfis:

Arcanista
Atlético
Espiritualista
Intelectual
Ladino
Perceptivo
Sobrevivente
Sociável

Offline Madrüga

  • [Coordenação]
    • Ver perfil
Re:Design: perícias como grupos
« Resposta #35 Online: Fevereiro 05, 2013, 04:03:16 pm »
Que lindo, são oito perfis, :wub:

Então é isso, mais especializações e mais a ideia do Bispo, só que adaptada (um background que permita adicionar +1 nas rolagens relevantes a ele).

Falta pensar agora na quantidade de pontos que vão poder gastar nisso, etc.
"If there are ten thousand medieval peasants who create vampires by believing them real, there may be one -- probably a child -- who will imagine the stake necessary to kill it. But a stake is only stupid wood; the mind is the mallet which drives it home."
-- Stephen King, It (p. 916)


Offline z é d u a r d o

  • não dorme, não sonha.
    • Ver perfil
Re:Design: perícias como grupos
« Resposta #36 Online: Fevereiro 05, 2013, 04:23:05 pm »
Você tá com essa mecânica dos pontos descrita em algum lugar? Desculpe ter perdido o fio da meada, mas a gente ainda tá pensando em termos de dados? Porque, se estivermos, podemos dar... no máximo 40 pontos (12 + 10 + 8 + 6 + 4) pro cara distribuir. Aí ele poderia manejar como bem entendesse, exemplo:

Mago
(click to show/hide)
ou

Caçador"
(click to show/hide)
ou

Fumbles
(click to show/hide)

Offline Madrüga

  • [Coordenação]
    • Ver perfil
Re:Design: perícias como grupos
« Resposta #37 Online: Fevereiro 05, 2013, 04:24:50 pm »
Pior que não estou com nada pensado a esse respeito. Eu tinha pensado é em deixar para comprar com pontos mesmo, como se fossem perícias. A essa altura, estou achando melhor um número absoluto do que outro dado, o que pode punir bastante o azar.
"If there are ten thousand medieval peasants who create vampires by believing them real, there may be one -- probably a child -- who will imagine the stake necessary to kill it. But a stake is only stupid wood; the mind is the mallet which drives it home."
-- Stephen King, It (p. 916)


Re:Design: perícias como grupos
« Resposta #38 Online: Fevereiro 05, 2013, 09:15:52 pm »
Então é isso, mais especializações e mais a ideia do Bispo, só que adaptada (um background que permita adicionar +1 nas rolagens relevantes a ele).

Falta pensar agora na quantidade de pontos que vão poder gastar nisso, etc.

IMHO, menos é mais. Dê poucos pontos (10, por exemplo). Isso ajuda em dois aspectos: i) deixa a coisa fácil de manejar (qualquer jogador experiente de DnD 3.X sabe o saco que é distribuir trocentos pontos de perícia em níveis acima dos iniciais); ii) Valoriza os perfis.

Pontos distribuídos igualmente (sem essa de cross-class) e iguais para todas as classes, sem favorecer essa ou aquela. Afinal, por que um guerreiro tem que ter um perfil mais pobre que um mago?

Só tem que se pensar a progressão disso, além daqueles via aumento dos atributos básicos e/ou Feats.
« Última modificação: Fevereiro 05, 2013, 09:18:22 pm por Bispo »