Autor Tópico: Personagens  (Lida 754 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Veep

  • [Coordenação]
    • Ver perfil
Personagens
« Online: Outubro 16, 2015, 12:32:21 am »
Aidan ir’Tanar


Nascido no inverno de Vulyar no seio de uma emergente casa nobre, Aidan é o filho mais jovem da casa Tanar. No passado a casa fora um dos jogadores principais na derrubada da Garra Esmeralda e na própria sobrevivência de Karrnath na guerra. Graças a um acordo comercial com a casa Cannith, e posteriormente com outras casas, assim como várias nações, a casa Tanar se tornou um dos principais im/exportadores de ferro das cinco nações e com isto se tornou uma potência a ser considerada.

Em meio a sua família ele conheceria Dracofortis e criaria uma boa relação com o kobold por ser um dos poucos a não tratarem-no como inferior ou desprezível. Ele treinou e serviu na Academia de Rekkenmark onde conheceu a dançarina élfica da casa Phiarlan, eventualmente liderando um de seus batalhões e posteriormente se juntando à guarda real (Hoste Conquistadora de Korth) até o ano de 993YK, quando conflitos com sua família fizeram o jovem desertar sua nação por vários anos.

Recentemente o jovem gentil recebeu indulto da regente e pôde retornar à Karrnath, se unindo à Carmem e Dracofortis para viajarem como aventureiros pelo continente. Seu relacionamento com sua família ainda é delicado e ele evita espalhar sua verdadeira identidade para o mundo.

(click to show/hide)

Carmen Al’Sariff d’Phiarlan


Carmen Al’Sariff na verdade é Carmen Paelion, a única sobrevivente da linhagem que causou a separação das casa Phiarlan e Thuranni. Carmem mantém sua identidade escondida de todos, até mesmo daqueles que são de sua casa, e busca por formas de se vingar da casa Thuranni. Ela não se importa com os motivos que levaram à exterminação de sua casa, acreditando apenas que eles devem pagar pelo mal que fizeram a ela quando criança.

A elfa foi criada por outros de sua casa, sendo treinada como qualquer outro Phiarlan e introduzida ao lado mais secretivo da casa neste processo. Serviu em Rekkenmark, conhecendo Aidan neste período, posteriormente serviu como mercenária com o karrnathi nobre na última guerra e então conheceu Karasin; embora o relacionamento dos dois tenha sido um abrasivo e de desgosto mutuo.

Ela se separou de ambos anos depois, se tornando uma mercenária e servindo sua casa até reencontrar Aidan e Dracofortis, viajando com ambos como uma mercenária. Recentemente ela foi contatada por seu antigo “companheiro” de guerra, Karasin, que lhe ofereceu a oportunidade de trabalhar para o Major Deneith em uma missão de cunho secreto. A missão se alinhou com os objetivos da elfa e ela aceitou, agora tendo a oportunidade de expandir a sua influência e se infiltrar mais na sociedade de Karrnath; e talvez descobrir como derrubar Thuranni.

(click to show/hide)

Dracofortis


Um de vários kobolds de sua ninhada, Dracofortis nasceu sem qualquer coisa que o destacasse ou fizesse-o ir além do que era esperado de sua raça. Estudioso ele conseguiu servir uma família nobre como escriba, os Tanar de Vulyar, e ali pôde estudar mais sobre seu passado e tentar descobrir informações sobre os místicos vestígios que um dia foram ligados a sua própria família.

Servindo os nobres o kobold conheceu o mais jovem herdeiro da família, Aidan, e criou um bom relacionamento com a criança que o via como igual e talvez um engraçado amigo. Neste período ele se tornou um Inquiridor de Vol e sua devoção aumentou ao ponto dele desejar se tornar um dos mortos-vivos que se sacrificavam em nome da busca de conhecimento e poder para os outros fieis.

Eventualmente ele abandonou seu posto na casa Tanar, se juntando à própria igreja como um embalsamador, pois nenhum cardeal quis lhe ensinar os rituais e conhecimentos necromânticos necessários para manipular os mortos-vivos. Sua sorte começou a mudar quando seu mestre, Fraedus Thul, o convidou para ir a Rekkenmark com ele quando a cidade estava lidando com uma praga e um excesso de cadáveres.

Em Rekkenmark ele encontrou o Mikhail, que estava à procura de alguém que pudesse trazer seu filho de volta, e assistiu Evetius e os outros necromantes se recusarem a ajudar o homem. Usando de seus contatos Dracoforits tentou ajuda-lo ao recomendar algumas pessoas menores respeitáveis, mas não soube se a sua ajuda fora frutífera ou não.

Também na cidade ele finalmente conseguiu encontrar o tipo de conhecimento que procurava por anos e achar nele o segredo para a vida eterna, ou melhor, morte eterna. Dracofortis se tornou um morto-vivo e logo sentiu as consequências de ter brincado com algo que estava além de seu alcance ao ser perseguido e atacado por estranhos com uma frequência maior do que o desejado. Contudo sua nova vida trouxe todo o potencial do kobold à tona e se antes ele não estava à altura do perigo, agora certamente ele estaria.

Reencontrando Aidan, Dracofortis viu ali a oportunidade de se manter em segurança e viajar pelo mundo para alimentar a sua sede por conhecimento e poder. Ele aceitou a proposta do jovem nobre e agora é um mercenário com ele, mas pouco ele sabe que o passado não esquece dos pecados de um homem, ou kobold, tão facilmente e que as suas provações apenas começaram.

(click to show/hide)

Karasin Al’Mubarak


Um jovem mercenário Valenar que abandonou seu reino e clã em busca de glória em batalha. Foi encontrado por Mikhail durante a guerra e acolhido pelo major, tornando-se membro da guilda mercenária da casa Deneith e a servindo há mais de uma década. Estudou em Rekkenmark por um curto período e posteriormente serviu ao lado de Carmen durante a guerra, por fim retornando para o lado de Mikhail ao fim do longo conflito. Pouco se sabe sobre seu passado em Valenar ou porque um herdeiro Deneith escolheu este aliado improvável como seu braço direito.

(click to show/hide)

Major Mikhail Alano d’Deneith


Um herdeiro marcado da casa Deneith que se mostrou proeminente desde cedo e subiu rapidamente pela hierarquia da casa, tendo servido (e comandando) ao lado do próprio Marechal-General da casa, Breven d’Deneith, por vários anos. Se casou com Asta ir’Vanalan, a herdeira de um dos grandes Senhores da Guerra de Karrnath e uma das famílias que continuou a defender a Ordem da Garra Esmeralda ardentemente após sua criminalização; algo que Mikhail compartilha. O casal teve um filho, que em 983YK morreu junto da mãe, embora apenas o corpo do menino fosse retornado ao pai.

A morte de sua família afetou Mikhail profundamente e por anos ele ficou obcecado com a busca pelo cadáver de sua esposa e uma forma de ressuscitar seu filho, mesmo que como um morto-vivo. Esta busca o levou até o líder da Igreja de Vol em Rekkenmark, que solenemente negou-se a ressuscitar a criança e por consequência levou Mikhail à Dracofortis, que compadecido com a situação do homem tentou indica-lo a pessoas que não seriam impedidos pela ética e moral.

Neste período Mikhail continuou a servir a casa e encontrou sua atual mão direita, Karasin Al’Mubarak, um elfo Valenar que estava fugindo de seu reino e teve a escolha de se juntar aos Blademark ou ser executado pelos soldados de Karrnath. Poucos entendem porque Mikhail poupou o elfo, pois tudo que Mikhail dá de resposta é que ele viu potencial no jovem. De toda forma, a aliança entre os dois foi frutífera e já dura dez anos.

A busca pelo paradeiro de sua esposa e pela ressureição de seu filho foram bruscamente interrompidas, entretanto, por um acidente no campo de batalha. Mikhail estava em um dos aerobarcos de Lyrandar quando algo a nevoa do lamento finalmente chegou à fronteira de Cyre e Karrnath. Seu batalhão fugiu desesperadamente, mas o barco foi atingido, caiu ao solo e uma grande explosão se resultou. O major foi ferido gravemente e fragmentos de cristais de Khyber se cravaram em seu crânio, dificultando a recuperação e o deixando fora da ação por um longo tempo. Hoje em dia ele controla seu batalhão de mercenários em Karlakton por trás da mesa, raramente saindo em missões com seus homens...Até receber um pedido de seu antigo e amigo próximo, Breven d’Canith.

 
(click to show/hide)
« Última modificação: Outubro 16, 2015, 12:39:00 am por Veep »